Conecte-se

FacebookTwitterInstagram

07.04 Governo SC

A Secretaria de Estado da Saúde já capacitou 4.925 profissionais para atuar no combate ao enfrentamento da pandemia da Covid-19 em Santa Catarina. Os cursos começaram a ser oferecidos no mês de março, especialmente de maneira virtual, e alcançaram profissionais que atuam em atendimentos diretos à população. Desse total, 2.850 foram capacitados para trabalhar nas portas das emergências hospitalares, 1.325 para atuar em UTIs e outros 750 em unidades de pronto atendimento. As recomendações aos profissionais seguem protocolos internacionais.

Segundo o governador Carlos Moisés, a estrutura do Governo está voltada para atender prioritariamente a área da Saúde desde o início da pandemia. Trabalhadores de diferentes áreas atuam de maneira conjunta no Centro Integrado de Gerenciamento de Risco e Desastres, na sede da Defesa Civil Estadual.

“Essa capacitação dos profissionais da saúde é fundamental tanto para que se efetue o tratamento correto dos pacientes da Covid-19 quanto para resguardar a integridade das equipes de atendimento. Eles são trabalhadores essenciais em um momento como esse. Os protocolos devem ser seguidos para garantir a saúde de todos”, afirmou o governador.

>>>Governo repassará R$ 276,2 milhões aos hospitais filantrópicos até o fim do ano

O secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, conta que as capacitações seguem para que todos os trabalhadores da saúde estejam aptos a atuar no combate ao novo coronavírus. Para Zeferino, o estado de alerta precisa ser mantido diante da confirmação de novos casos todos os dias - e a colaboração da população é essencial.

“Estamos vivendo um período complicado, de turbulências em todo mundo. Os profissionais da saúde muitas vezes se colocam em risco para fornecer tratamento à população em geral. Pedimos a compreensão dos catarinenses desse momento. Quanto menos expostos estiverem, maiores as chances de nos recuperarmos mais brevemente. Ficar em casa ainda é a melhor solução para este momento”, diz Zeferino.

Acompanhe as notícias sobre o novo coronavírus

As notícias sobre as medidas para conter a propagação do novo coronavírus em Santa Catarina e os boletins atualizados com a situação do Estado podem ser acessadas no site sc.gov.br ou www.coronavirus.sc.gov.br. As atualizações podem ser acompanhadas ainda pelo Youtube, Instagram e Facebook do Governo do Estado.

07.04 Máscara

O Governo de Santa Catarina recomenda o uso de máscaras de tecido por parte de todos os catarinenses que precisam sair de casa, de modo a diminuir a possibilidade de propagação do coronavírus. A portaria que autoriza a utilização e a fabricação, além de detalhar as instruções para o manuseio, foi publicada no Diário Oficial do Estado na noite desta segunda-feira, 6, e pode ser acessada aqui.

"É importante utilizar, e também uma questão de respeito às outras pessoas. A máscara é uma barreira que ajuda a evitar a proliferação do vírus", afirmou o governador Carlos Moisés, em entrevista coletiva online. Ele lembrou que o isolamento ainda é a principal medida para evitar o contágio. "As próximas semanas são as que vão apresentar um impacto mais relevante. O isolamento social vem para que a curva não seja tão aguda e nos dê tempo para adquirir os insumos que o mundo inteiro está adquirindo", lembrou.

>>>Tire suas dúvidas sobre as medidas restritivas e as ações de combate e prevenção à Covid-19

O decreto que trata das medidas restrititvas ainda está em vigor. O comércio permanece fechado em Santa Catarina e o transporte coletivo segue suspenso.

Regras para a confecção das máscaras

Conforme a portaria, as máscaras podem ser confeccionadas de tecido não tecido (TNT) preferencialmente em camada tripla, ou tecido de algodão, com mais de uma camada de tecido. Elas são de uso pessoal e não podem ser compartilhadas.

O documento trata apenas de máscaras usadas pela população em geral e não se aplica aos profissionais da saúde ou pacientes com Covid-19, que utilizam máscaras do tipo N95 e cirúrgicas, respectivamente.

Confira quais devem ser os cuidados com as máscaras:

  • Deve-se colocá-la com a mão previamente higienizada de modo a cobrir a boca e o nariz, de modo que a mesma fique bem ajustada a face;
  • Após a colocação da máscara deve ser evitado o contato com a face como um todo;
  • Caso precise ajustá-la durante o uso, faça-o pelas laterais e com a mão higienizada;
  • Para retirar higienize as mãos previamente e não toque na parte da frente da máscara. Retire-a pelas laterais de forma a evitar qualquer contato da face e mãos com a parte externa da máscara com o rosto;
  • Caso não seja possível proceder com a desinfecção imediata da mesma, colocar em um saco plástico ou de papel, bem fechado, e só abrir quando puder proceder com a desinfecção;
  • Não deixar a máscara sobre mesas ou balcões, pois isso facilita a contaminação do ambiente;
  • A máscara deverá ser submersa em uma solução de um litro de água para cada 50 ml de água sanitária por 15 minutos, após fazer o enxágue em água limpa, colocando a mesma em seguida para secar;
  • A máscara doméstica deve ser utilizada por um período inferior a duas horas, caso fique úmida a mesma deve ser substituída.

Acompanhe as notícias sobre o novo coronavírus

As notícias sobre as medidas para conter a propagação do novo coronavírus em Santa Catarina e os boletins atualizados com a situação do Estado podem ser acessadas no site sc.gov.br ou www.coronavirus.sc.gov.br. As atualizações podem ser acompanhadas ainda pelo Youtube, Instagram e Facebook do Governo do Estado.

06.04 SSP

De acordo com dados da Gerência de Estatística e Análise Criminal (GEAC/DINI/SSP/SC), desde o início deste ano, não foram somente roubos e furtos que diminuíram no Estado: o latrocínio e o feminicídio também apresentaram queda.

Dados deste ano apontam que de 01 de janeiro a 06 de abril foram registrados 16 feminicídios no Estado contra 18 do mesmo período do ano passado. Já o latrocínio caiu mais da metade, de 9 registrados em 2019 para 4 em 2020.

Todas as polícias engajadas

Desde a vigência do decreto 515, de 17 de março, a Polícia Civil colocou nas ruas 1.166 policiais e a Polícia Militar mais 1.300, somando 2.466 policiais nas ruas preparados para atender qualquer tipo de ocorrência, não somente relacionadas às medidas restritivas contra à Covid-19.

Menos crimes em 2020

Feminicídio caiu de 18 para 16  (01/01 a 06/04)

Latrocínio caiu de 9 para 4 (01/01 a 06/04)

Menos crimes na quarentena

Roubos e furtos caíram de 289 para 100 (16/03 a 22/03)

Os dados são apresentados toda segunda-feira em reunião com representantes de todas as instituições. 

(Fonte: Assessoria de Imprensa da Secretaria de Segurança Pública).

WhatsApp Image 2020 04 06 at 17.17.04

Primeiros auxílios psicológicos em situações de crise. Este foi o tema de uma capacitação dada a psicólogos da Polícia Civil. A iniciativa foi realizada à distância e 41 profissionais participaram, entre os dias 31 de março e 2 de abril.

O curso foi ministrado pela psicóloga Bruna Armelin através da Organização Internacional de Emergências Aéreas, Terrestres e Marítimas do Brasil (Oidetam - Brasil). O tema tem relação com as funções dos psicólogos da instituição e auxilia nas atividades.

Foram abordados pontos como primeiros auxílios emocionais, as ações imediatas de assistência, ajuda e suporte emocional; a preparação, planejamento e organização; a classificação das vítimas; os passos e auxílios psicológicos, entre outros.

O  curso foi uma iniciativa da  Associação dos Psicólogos Policiais Civis - APSIPOL.

06.04 Regras convívio

Sob medidas de isolamento social há 20 dias para conter o avanço do coronavírus no Estado, Santa Catarina inicia nesta segunda-feira, 6, uma nova etapa de convívio seguro com a doença.  A atuação de profissionais autônomos passa a ser flexibilizada de acordo com anúncio feito pelo governador Carlos Moisés em um pronunciamento no fim da tarde deste domingo, 5. As regras para a permissão dos trabalhos foram estabelecidas por meio de uma portaria assinada pelo secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino. O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado. 

>>>> Confira a portaria 

“Essa atitude foi tomada de uma forma muito responsável. O Núcleo Econômico do Governo escutou as entidades empresariais para essa liberação,  e o regramento foi realizado pela Secretaria de Estado da Saúde, obedecendo a critérios técnicos”, afirmou o governador.

Segundo o governador, os autônomos precisarão respeitar as regras de distanciamento social, com atendimentos individualizados, sem aglomeração de pessoas nas salas de espera, com a correta higienização dos ambientes e o uso de EPIs. Em caso de teste positivo para a Covid-19 ou da apresentação de sintomas da doença, o profissional não poderá realizar atendimento, devendo permanecer em isolamento. 

A medida inclui profissionais autônomos/liberais da saúde, tais como médicos, veterinários, fisioterapeutas, biomédicos, psicólogos, enfermeiros, fonoaudiólogos, farmacêuticos e nutricionistas. Os profissionais de interesse da saúde, tais como terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, educadores físicos, cabeleireiros, barbeiros, pedicures, manicures, depiladores, massagistas e podólogos, também estão liberados. 

A flexibilização de trabalho inclui ainda profissionais autônomos de áreas gerais, entre eles advogados, contadores, administradores, jardineiros, cozinheiros, limpadores de piscina, faxineiros, empregados domésticos, encanadores, entre outros.

Desta forma, ficam autorizados a funcionar estabelecimentos como clínicas, consultórios, serviços de diagnóstico por imagens, serviços de óticas, laboratórios óticos, serviços de assistência e prótese odontológica e escritórios em geral. 

A proibição de funcionamento segue vigente para shoppings e o comércio em geral, conforme o decreto 535.

Carlos Moisés acrescentou que a orientação do Governo do Estado permanece para que os cidadãos fiquem em casa sempre que possível, realizando apenas os deslocamentos estritamente necessários.

Acompanhe as notícias sobre o novo coronavírus

As notícias sobre as medidas para conter a propagação do novo coronavírus em Santa Catarina e os boletins atualizados com a situação do Estado podem ser acessadas no site sc.gov.br ou www.coronavirus.sc.gov.br. As atualizações podem ser acompanhadas ainda pelo Youtube, Instagram e Facebook do Governo do Estado.