Conecte-se

FacebookTwitterInstagram

Novembro Azul 1

A Polícia Civil realizará uma ação para conscientizar os homens policiais sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. O evento, em alusão ao Novembro Azul, será no dia 21 de novembro (5ª feira), a partir das 18h15min, na Academia da Polícia Civil (Acadepol), em Florianópolis, e estão previstas duas palestras.

Entre os palestrantes há um médico urologista e uma fisioterapeuta que abordarão temas de hábitos saudáveis, prevenção de doenças crônicas e a importância da prevenção para incentivar a população masculina a realizar exames periódicos e demais cuidados.

“Cuidar da saúde, seja física ou mental, é algo imprescindível já de conhecimento da população e da gestão pública”, afirma a gerente de Gestão de Pessoas, delegada Ana Silvia Serrano Ghisi. O evento é uma iniciativa da Coordenadoria de Saúde Ocupacional (CSO) da Gerência de Gestão de Pessoas da Polícia Civil, em parceria com a Acadepol e será exclusivo para policiais e alunos em formação.

Os palestrantes:

Henrique Peres Rocha - Médico Urologista. Palestra: Saúde do Homem - Autoconhecimento e Prevenção.

Monique Bittencourt - Fisioterapeuta em saúde pélvica feminina e masculina. Palestra: Saúde do Homem Autoconhecimento e Prevenção.

WhatsApp Image 2019 11 07 at 19.30.32

O volume de registro virtual de Boletins de Ocorrências este ano em Santa Catarina deve ultrapassar a 200 mil. Florianópolis e Joinville estão no topo das estatísticas. A Delegacia Virtual é uma ferramenta que vem se popularizando a cada dia. A ideia, que surgiu em 2002, já é uma grande ferramenta para o combate ao crime. Segundo o delegado Alfeu Orben, diretor de Inteligência da Polícia Civil, “a preocupação primordial é servir e proteger o cidadão”.

Atualmente a delegacia virtual trabalha com o registro de 12 tipos de queixas. A intenção é alcançar a 60 já no ano que vem. Pela ordem de maior procura constam: 1º A perda de documentos, 2º acidentes de trânsito (que detém 50 % do volume total de ocorrências), 3º recuperação de documentos e ou objetos, 4º furto e roubo, 5º ameaça, calúnia, injúria e difamação, 6º Denúncia Anônima, 7º Maus tratos contra animais e em 8º lugar, danos causados por fenômenos.

O acesso é possível através do site da Polícia Civil (www.pc.sc.gov.br) e pode ser feito através do computador, notebook, tablete ou smartphone. Para fazer o B.O. virtual, o cidadão pode abrir aba da Delegacia Virtual e, de acordo com o tipo de denúncia, efetuar o registro. Os Boletins de Ocorrências são imediatamente distribuídos para a delegacia diretamente relacionada ao fato, onde os policiais farão a conferência e homologação da queixa, dando o mesmo andamento dos registros efetuados presencialmente.

A Polícia Civil também estuda a possibilidade de implantar totens em várias cidades do Estado, principalmente em locais de grande circulação de público, com o objetivo de facilitar a publicação do B.O. na Delegacia Virtual. Atualmente existem alguns totens em testes na cidade de Joinville, sendo um no Shopping Mueller, outro em uma subprefeitura. Até o final do ano Florianópolis também vai dispor desse serviço. (Com informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública)

WhatsApp Image 2019 11 14 at 11.07.53

latrocinios em santa catarina 20191112 1146499155

Santa Catarina registrou entre os dias 1º de janeiro e 11 de novembro deste ano o menor índice de roubo seguido de morte (latrocínio) em 12 anos, após uma semana sem nenhuma ocorrência desse crime no Estado. Os dados foram apresentados pelo Colegiado Superior da Segurança Pública e Perícia Oficial em seu Boletim Semanal. Até agora foram confirmados 26 casos de latrocínio em 2019.

Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve uma queda de 12 casos, mais de 30% de redução em relação aos 38 latrocínios registrados em 2018.  Em 2017, no mesmo período, foram contabilizadas 52 ocorrências. 

“Fizemos mais uma avaliação dos indicadores de criminalidade em Santa Catarina e confirmamos uma tendência que vem desde o início do ano. Tivemos redução dos principais indicadores: homicídios, mortes violentas em geral, roubos, com destaque especial para os números de latrocínios, uma modalidade criminosa que está sob controle no Estado. A cada mês temos números melhores e estamos concorrendo hoje com os melhores índices da década”, afirmou o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial e comandante-geral da PM, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior.

O Boletim Semanal também evidenciou a brusca queda no número de homicídios, muito abaixo do registrado no último ano. Até agora foram 574 casos contra 682 no mesmo período de 2018, quase 16% a menos nas comparações. 

“Vamos fortalecer ainda mais as estratégias de preparação para o verão. Vamos intensificar as operações, a inteligência já está nos alimentando com informações para garantir uma temporada segura. Trabalharemos integrados, em um esforço do Governo para fazer deste o verão mais seguro de Santa Catarina”, finalizou o presidente do Colegiado.  (Com informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública)

WhatsApp Image 2019 11 07 at 18.18.17

A Polícia Civil de Santa Catarina disponibiliza um telefone com número de WhatsApp para recebimento de denúncias. Você pode denunciar enviando mensagens com fotos, vídeos e documentos para auxílio de investigações criminais: através do telefone (48) 98844-0011. O serviço está disponível para receber denúncia de forma fácil e ágil, com a garantia de sigilo absoluto.

O nosso compromisso é verificar todas as informações sem o envolvimento da fonte, evitando assim sua exposição a qualquer tipo de risco. Mas não se esqueça de mencionar algumas informações básicas para que tenhamos condições de apurar a denúncia, como:

- Onde (qual a cidade, o bairro a rua, algum ponto de referência);

- Quem (o nome ou algo que possamos identificar a pessoa denunciada);

- Quando (procure sempre informar quando o fato ocorreu ou irá acontecer);

- Qualquer outra informação que considere relevante para que possamos esclarecer a denúncia.

Auxilie denunciando:

- Autores de crimes

- Tráfico de drogas

- Comércio de armas

- Localização de criminosos condenados e foragidos

- Localização de pessoas consideradas desaparecidas

Depois de recebida a denúncia, um policial civil irá analisar e, se presentes todos os requisitos, irá despachar para o setor responsável pela apuração.

Se preferir, utilize o Disque Denúncia 181.

08.11.2019 DPOL10.III.Joinville 5

A Polícia Civil deu continuidade, nesta quinta-feira (7) e sexta-feira (8), à Operação DPOL 10 - 2ª e 3ª fases. Durante dois dias foram fiscalizados bares, hotéis, motéis, restaurantes, entre outros estabelecimentos. A ação visa a verificar alvarás, serviços e a documentação exigida. Também foram cumpridos 33 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão, que resultaram na prisão em flagrante de sete pessoas e em um termo circunstanciado.

 Foram apreendidos ainda 3,8kg de maconha, 2,1kg de cocaína, 20 comprimidos de ecstasy e anabolizantes. Em dois dias de operação a Polícia Civil empregou um efetivo de 274 policiais civis com uso de 96 viaturas. A operação concentrou ações das dez delegacias regionais da área da Diretoria de Polícia do Litoral (DPOL), comandada pelo delegado Luiz Angelo Moreira.

08.11.2019 Operação DPOL 3

Segundo o diretor de Polícia do Litoral (DPOL), a 2ª fase da operação DPOL teve como objetivo cumprir mandados de busca e prisão e a 3ª fase fiscalizar produtos controlados como postos de combustíveis, revendas de gás e lojas de explosivos (fogos de artifícios). “A grande maioria dos lugares está em dia e os irregulares foram notificados”, assinala o diretor.
O diretor também destacou o combate ao tráfico de drogas e a forte presença da Polícia Civil em áreas conflagradas.

08.11.2019 Operação DPOL 1

 O balanço da mobilização apontou que, dos 787 locais vistoriados, 264 foram notificados. O trabalho se estendeu na área das dez Delegacias Regionais de Polícia subordinadas à DPOL, no litoral catarinense.