Conecte-se

FacebookTwitterInstagram

Logo Fundo preto

A Polícia Civil instaurou inquérito policial para apurar a destruição de uma imagem de Iemanjá no distrito do Ribeirão da Illha, no Sul da Ilha de Santa Catarina, em Florianópolis. Segundo o delegado Abel Mantovani Bovi, da 2ª DP do Saco dos Limões, a Polícia Civil não descarta nenhuma hipótese, mas os elementos iniciais e até agora colhidos são de dano ao patrimônio público.
O delegado informou ainda que todas as medidas pertinentes à Polícia Civil já foram tomadas e outras diligências ainda estão em andamento. “A partir da identificação do autor do dano, e no curso do inquérito policial, é que será possível definir se houve ou não intolerância por parte dessa pessoa”, explicou o delegado.

WhatsApp Image 2019 09 20 at 15.11.07

A Polícia Civil participou nesta sexta-feira (20) do evento “Pequenas Infrações Gerando Grandes Transformações” do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, na Sala de Sessões Ministro Teori Zavascki. Houve a exposição em um stand do Projeto Audiovisual, um dos selecionados e contemplados em 2018 com verba pecuniária, tendo sido repassados na época R$ 1,7 milhão pelo TJSC à iniciativa.

Segundo o diretor de Inteligência da PC, delegado Alfeu Orben, o projeto consiste em um sistema que permite a confecção de autos de prisão em flagrante por meio de depoimentos audiovisuais, o que reduz em 60% o tempo do procedimento policial. O projeto está em fase de implantação hoje em 267 municípios.

Na solenidade desta sexta-feira, o TJ realizou a entrega dos 19 projetos selecionados para o recebimento dos valores das verbas pecuniárias este ano, que alcançam R$ 6 milhões. Houve a participação e palestra do ministro Edson Fachin, relator de processos da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal.

WhatsApp Image 2019 09 20 at 15.11.08

WhatsApp Image 2019 09 20 at 12.16.56

A Polícia Civil realizou nesta sexta-feira (20) a Operação Linha Cortada para investigar e reprimir a atuação de organização criminosa que atua dentro e fora dos presídios catarinenses. A ação é da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC). Foram presas 10 pessoas, sendo nove por mandados de prisão e uma presa em flagrante.

As diligências foram coordenadas pelo delegado da DRACO/DEIC, Antônio Joca, e ocorreram em seis cidades do Estado: Florianópolis, Joinville, Brusque, Camboriú, Biguaçu e Laguna. Ao todo foram expedidos pela Justiça 19 mandados judiciais, sendo 10 de prisão temporária e 09 de busca e apreensão. Dos mandados, apenas uma pessoa que teve a prisção decretada, em Florianópolis, não foi localizada e está foragida. No Sul do Estado, delegacias de polícia da região de Laguna também participaram da ação. "Cumprimos nove prisões temporárias, fizemos um  auto de prisão em flagrante e um Termo Circunstanciado. Farto material da organização criminosa investigada foi apreendido", disse o delegado Joca.

WhatsApp Image 2019 09 20 at 07.11.03

Foram apreendidas cartas e anotações de uma facção criminosa de SC e telefones celulares. Dos 10 mandados de prisão, oito são de pessoas que já estavam presas em unidades prisionais em Florianópolis, Joinville e Criciúma. Em Brusque, uma pessoa foi presa em flagrante por associação criminosa. Duas mulheres foram presas.

Segundo o diretor da DEIC, delegado Luis Felipe Fuentes, o objetivo principal é apurar a participação dos investigados no sistema de comunicação da organização criminosa, onde pessoas fora dos presídios (em sua maioria familiares de presos) recebem e retransmitem informações, recados e ordens vindas de presos e endereçadas a outros presos. Além do cumprimento dos mandados de prisão, foram cumpridas ordens de busca e apreensão para localizar telefones celulares, computadores, documentos, cartas e drogas. A operação ainda está em andamento.

Mandos de prisão temporária:

5 Joinville

4 Florianópolis

1 Criciúma

Mandados de busca e apreensão:

2 Joinville

3 Florianópolis

1 Biguaçu

1 Laguna

1 Balneário Camboriú

1 Brusque

WhatsApp Image 2019 09 20 at 07.08.34

WhatsApp Image 2019 09 19 at 16.38.30

O Delegado Geral da Polícia Civil, Paulo Koerich, recebeu na tarde desta quinta-feira (19) a visita do presidente do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), Valdez Rodrigues Venâncio. Foram tratados assuntos institucionais e de estreitamento de laços. Também participaram do encontro o diretor da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), delegado Luis Felipe Fuentes, e o chefe de gabinete do IMA, William Wallace de Souza.

WhatsApp Image 2019 09 18 at 17.33.57

O Delegado Geral da Polícia Civil, Paulo Koerich, anunciou na tarde desta quarta-feira (17) o resultado final do concurso que escolheu o Hino Oficial da Polícia Civil de Santa Catarina. O hino vencedor é o de autoria do delegado José Rogério de Castro Filho, da Central Regional de Plantão Policial de Criciúma.

 Na segunda posição ficou a composição de Denize Regina Suzin, da Regional de Tubarão, e o terceiro colocado foi José Carlos Ramos de Oliveira, da Delegacia de Polícia de Proteção ao Turista. O ato aconteceu no gabinete da Delegacia Geral com a presença dos diretores da Academia da Polícia Civil (Acadepol), organizadora do concurso, candidatos inscritos e comissão julgadora.

A escolha do hino se deu através de um processo seletivo interno - o edital 001/GAB/DGPC/SSP/2019. A iniciativa fez parte da comemoração dos 207 anos da instituição e foi coordenada pela Acadepol. “Nós não tínhamos um hino. É bom para o policial sentir a identidade, a missão e os valores da instituição”, destacou o Delegado Geral. Ele agradeceu a participação dos candidatos e entregou um certificado a eles.

18.09.2019 Audiência escolha Hino Oficial da PCSC 3

 A comissão organizadora também foi homenageada. Formada por Alber Rosa de Figueiredo, presidente, e com formação em violão clássico e preparador vocal; Felipe Vagner Simões de Almeida, do Conservatório Musical Brooklin Paulista e José Roberto Rezende, com bacharelado em orquestração e regência e com formação em violão clássico. Eles receberam um certificado pela participação. Segundo o Delegado Geral, o próximo passo será a orquestração e digitalização do hino e sua posterior divulgação. “Queremos usar na cerimônia de formatura da turma de Delegados de Polícia que conclui o curso de formação em dezembro próximo”, anunciou o Delegado Geral.