Conecte-se

FacebookTwitterInstagram

 WhatsApp Image 2019 07 12 at 07.13.23

Policiais civis da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) realizam nesta sexta-feira (12) a Operação Cáfila. Os alvos são lideranças do tráfico de drogas em Joinville e região. Ao menos oito pessoas foram presas, sendo duas em flagrante. A última delas foi presa à tarde em Balneário Barra do Sul. Foram apreendidas drogas, entre cocaína e maconha, munição, celulares, dinheiro, anotações e veículos. Três suspeitos não foram localizados e estão foragidos.

Cerca de 60 policiais da Deic, da DIC e DH de Joinville e da Comarca de São Francisco do Sul estão mobilizados desde às 5h. Eles se reuniram em Joinville, onde receberam informações da ação do delegado titular da Draco e responsável pela investigação, Antônio Seixas Joca. Em seguida, as equipes partiram aos endereços para cumprir 17 mandados de busca e apreensão e 10 mandados de prisões temporárias. Num dos alvos, no bairro Comasa, a polícia apreendeu drogas na casa de um dos investigados. A investigação tem mais de dez meses de duração.

“Trata-se de uma célula de lideranças do tráfico de Joinville e região vinculados á facção criminosa de Santa Catarina, que se mantinha estável com a venda de drogas. Fizemos apreensões de drogas, munições e veículos”, disse o delegado Joca.

WhatsApp Image 2019 07 12 at 07.13.24

Alvos investigados por indícios de mais crimes

Entre os alvos há investigados pela Polícia Civil por indícios de outros crimes como homicídio e roubos. Alguns deles possuem antecedentes criminais por envolvimento com o crime organizado.

“Esta é a sétima operação da Deic em Joinville desde o começo do ano. Estamos mantendo ações contínuas contra o crime organizado para não deixar campo fértil aos criminosos da região e de outros Estados que buscam se instalar aqui. Esta operação de hoje, com complexidade, durou mais de 10 meses de investigação”, destacou o diretor da Deic, delegado Luis Felipe Fuentes.