Conecte-se

FacebookTwitterInstagram

WhatsApp Image 2019 10 02 at 07.34.42

A Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC) realiza nesta quarta-feira (02) a Operação Curto Circuito 2 em Florianópolis com o objetivo de apurar fraudes em ligações de energia elétrica. Foram cumpridos na Capital quatro mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão temporária.

A ação é da Delegacia de Repressão a Crimes Ambientais (DRCA) da DEIC. Os policiais da DRCA estimam que há milhares de ligações feitas mediante fraude, principalmente no Norte da Ilha de Santa Catarina, causando grande prejuízo à Celesc. Um dos envolvidos afirma que, apenas no Norte da Ilha, teriam sido feitas cinco mil ligações irregulares. A Polícia Civil e a Celesc trabalham em conjunto para identificar os mecanismos pelos quais se realizam essas fraudes e identificar os responsáveis. Um dos objetivos da operação foi apreender documentos para instruir o Inquérito Policial – foram apreendidos recibos de comprovantes de depósitos para um dos responsáveis pelo esquema.

Segundo o diretor da DEIC, Luis Felipe Fuentes, a investigação teve início dentro de uma série de providências que a Polícia Civil, por meio da DEIC, está adotando para conter e apurar a ocupação irregular e ilegal de áreas na Ilha. Os presos foram levados para a sede da DEIC, em São José, para interrogatório e providências necessárias.

O combate às ligações clandestinas

“Estamos buscando combater as ligações clandestinas em imóveis na região do Norte da Ilha, evitando a ocupação irregular e o excesso de imóveis clandestinos na região. Dos envolvidos, três pessoas atuavam como despachantes, ou seja, faziam a captação de clientes para a ligação clandestina e um servidor da Celesc, que foi identificado como aquele que complementava e terminava o pedido de inserção do pedido da ligação de energia através da Celesc”, afirma a delegada Beatriz Ribas dos Reis, da Delegacia de Repressão a Crimes Ambientes (DRCA), responsável pela investigação. Os crimes previstos no caso são corrupção ativa e passiva, ocupação irregular do solo urbano e ligação irregular de energia.