Conecte-se

FacebookTwitterInstagram

O combate às organizações criminosas em Santa Catarina teve na manhã desta terça-feira, 6, mais uma importante ação da Polícia Civil após intensas investigações. Foi mais uma fase da Operação Rigor, que começou em 19 de janeiro deste ano após a morte em Navegantes do integrante de uma facção criminosa e cujas investigações identificaram outros 77 suspeitos de pertencerem à quadrilha. Até 21 de julho, 21 deles já estavam presos nos presídios de Itajaí, Joinville e Florianópolis.

A operação desencadeada em janeiro tinha como objetivo elucidar 15 homicídios que ocorreram entre outubro de 2017 e janeiro de 2018 com envolvimento de integrantes da facção, além de coibir o tráfico de drogas e outros crimes.

Nesta terça-feira, sob a coordenação do delegado Rodrigo Coronha, 160 policiais civis das regionais de Itajai, Balneário Camboriú, Brusque, Blumenau, Joinville e Jaraguá do Sul cumpriram 56 mandados de prisão e 76 mandados de busca e apreensão, que resultaram na prisão de mais 30 suspeitos, apreensão de dois menores por tráfico de drogas e um auto de prisão em flagrante por posse de arma escopeta calibre .20.

“Também localizamos cinco envelopes contendo cartas com recados de dentro do sistema prisional de membros dessa facção criminosa, além de cadernos com anotações da movimentação contábil do tráfico de drogas”, disse o delegado Coronha. Ele enfatiza que a Polícia Civil mantém equipes na rua para cumprimento dos mandados em aberto, em busca dos suspeitos foragidos.

Durante as diligências desta terça-feira da Operação Rigor, em Navegantes, também foram apreendidos 13 torrões de maconha, seis porções de cocaína (18 gramas), 24 comprimidos de ecstasy, 36 aparelhos celulares, uma escopeta calibre .12 e R$ 3.431,00.