Conecte-se

FacebookTwitterInstagram

8a84c5df 0b4e 4124 b4c6 2a583c77364a 1

Na manhã desta terça-feira (7), policiais civis da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Mafra e Delegacia de Proteção a Criança, Adolescente, Mulher e  Idoso (DPCAMI) de Mafra, com policiais civis do Paraná, localizaram e efetuaram a prisão em Mafra de um homem suspeito de participar do assassinato de um agente penitenciário do Paraná. O crime foi em Curitiba no dia 20 de dezembro de 2019, na porta da residência da vítima, no bairro Pinheirinho. O agente foi morto com um tiro.

Segundo as investigações da Polícia Civil do Paraná, o crime teria sido executado por um integrante de uma facção criminosa de São Paulo. Nesta terça-feira, foram cumpridos mandados contra colaboradores da célula criminosa que teriam participado de alguma maneira do homicídio, seja fornecendo veículos, armas, esconderijo ou ainda fazendo levantamento da localização do agente.

Conforme o delegado Marcelo Schiebelbein, a ação foi simultânea e ocorreu na capital paranaense, em quatro municípios da Região Metropolitana de Curitiba, sendo Araucária, Contenda, Mandirituba e Piraquara, e em Mafra, resultando na prisão de sete pessoas.

25.03.2020 52

A Polícia Civil realizou nesta quarta-feira (25) uma ação conjunta de fiscalização com o apoio da Vigilância Sanitária e do Procon, em Mafra. A operação fiscalizou comércios locais.

Segundo o delegado regional Alan Pinheiro de Paulo, o objetivo foi orientar o cumprimento do decreto estadual 525/2020, as portarias da saúde estadual e o preço de produtos disponibilizados. “Essa ação terá duração conforme a vigência do decreto”, afirmou o delegado.

25.03.2020 8

25.03.2020 6

25.03.2020 7

25.03.2020 1

25.03.2020 2

bicho 2

A Polícia Civil de Santa Catarina, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Mafra e da Delegacia de Polícia da Comarca de Itaiópolis, fechou pontos comerciais utilizados para a prática do jogo do bicho. Foi na sexta-feira (06).

Durante a ação, foram apreendidos mais de R$ 7 mil reais em apostas, cheques e equipamentos utilizados para operacionalizar o jogo de azar.

bicho

WhatsApp Image 2020 01 31 at 12.29.51

A Polícia Civil cumpriu sete mandados de busca e apreensão na Operação 24 horas, que visa investigar o tráfico de drogas em um comércio de bebidas, em Papanduva. A ação foi na quinta-feira (30) e contou com o apoio de policiais civis de Monte Castelo, Mafra, Canoinhas e Itaiópolis.

Conforme o delegado Eduardo Borges, houve apreensão de cocaína, três armas de fogo, cerca de R$ 8 mil e aparelhos celulares. Uma mulher de 40 anos foi presa e outros dois investigados estão foragidos.

WhatsApp Image 2020 01 31 at 12.29.51 1

WhatsApp Image 2020 01 31 at 12.29.51 2

3fa67b20 9586 45bf 8cf2 c03ea61d65fc 1

A Polícia Civil realizou nesta sexta-feira (20), em Mafra e Balneário Barra do Sul, uma nova operação contra desvios de recursos públicos destinados ao pagamento de horas máquinas por serviços de manutenção de estradas do interior de Mafra.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em Balneário Barra do Sul, onde peritos do Instituto Geral de Perícias (IGP) puderam constatar tecnicamente a adulteração dos horímetros. Também foram presos preventivamente o diretor de obras da Prefeitura de Mafra e o encarregado da empresa terceirizada. Está foragido o proprietário da empresa vencedora da licitação. Segundo o delegado Nelson Vidal, a Justiça de Mafra, a pedido da Polícia Civil e do Ministério Público, decidiu pela suspensão do exercício da função pública do secretário de Obras e de dois fiscais chefes da Prefeitura de Mafra.

O delegado afirmou que a nova fase da ação é uma continuidade da Operação “Hora Extra”, que visa a investigação de suspeitas de crimes de fraude a licitações, peculato, corrupção ativa e passiva por agentes públicos e empresários em Mafra.

“A investigação apontou materialidade e indícios que os envolvidos, de forma dolosa e premeditada, faziam uso de horímetros secundários e adulterados, que marcavam horas de trabalho da máquina somente com a energia da bateria do veículo, fraude que acabava por desviar recursos públicos do erário municipal”, ressaltou o delegado.
As diligências investigatórias contaram com o apoio de policiais civis de Araquari e Balneário Barra do Sul e de peritos do IGP de Joinville.

f36e453a e9a5 46b4 b2af d11b2234c175 1