Conecte-se

FacebookTwitterInstagram

WhatsApp Image 2020 06 27 at 14.14.05

Em orientação ao cumprimento do novo Decreto Municipal de combate à Covid-19, em Palhoça, a Polícia Civil participou de ação conjunta de fiscalização e orientação, na noite de sexta-feira (26). Foi por meio do Setor de Fiscalização de Jogos, Diversões Públicas e Produtos Controlados da 30ª DRP, em parceria com a Vigilância Sanitária e a PM. A fiscalização alcançou bares, restaurantes, food parks, postos de conveniências e outros estabelecimentos com risco de aglomerações.

Além de fiscalizar, as instituições envolvidas aproveitaram para esclarecer dúvidas dos comerciantes a respeito das novas regras adotadas no Decreto. As fiscalizações continuarão no sábado e domingo.

cheque

A Polícia Civil, através do Setor de Investigação Criminal (SIC) da Delegacia de Polícia da Comarca de Palhoça (DPCo), prendeu em flagrante um casal por um golpe milionário contra um comerciante, vítima de suposta dívida oriunda de uma empresa de telefonia. O valor total do golpe será apurado até a conclusão dos trabalhos investigativos, mas estima-se que possa chegar aos R$ 2 milhões.

Segundo a delegada de polícia Carolina Quintana Guedes, que coordenou as investigações, o golpe consistia em cobrar da vítima uma suposta dívida, oriunda de uma empresa de telefonia, cujos valores eram referentes a multas e juros de um suposto plano, o qual a vítima nunca contratou.

No entanto, explica a delegada, induzido ao erro o setor financeiro da empresa realizava os pagamentos. Foram transferidos durante um ano para o autor do golpe, valores que ultrapassam R$ 1 milhão. O dinheiro arrecadado era usado na compra de imóveis, veículos de luxo e outros bens. Tudo era colocado em nome da esposa do autor do golpe.
Na segunda-feira (22), a vítima foi novamente procurada pelo autor, agora diretamente, não mais pelo setor financeiro da empresa. A Polícia Civil já estava investigando o golpe e prendeu o autor em flagrante, que confessou o crime.

Durante as diligências foram apreendidos folhas de cheque e dinheiro, totalizando cerca de R$ 1 milhão. E, ainda, foram apreendidos veículos e objetos provenientes do crime de estelionato. O casal foi autuado em flagrante e vai responder por estelionato e lavagem de dinheiro. Os dois foram colocados à disposição da Justiça, assim como encaminhadas as representações pelas suas prisões.

Confira o que disse a delegada de polícia Carolina Quintana Guedes:

carro1

carro2

cheque5

 WhatsApp Image 2020 06 23 at 11.20.35

A Polícia Civil participa na manhã desta terça-feira (23) de uma operação integrada para fiscalizar postos de combustíveis em Palhoça. A ação envolve o Instituto de Metrologia de Santa Catarina (Imetro/SC) e a Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Segundo a delegada regional de Palhoça, Michele Alves Correa Rebelo, a Polícia Civil checa os alvarás de funcionamento. Já o Imetro atua em questões como a checagem das bombas, o comprimento das mangueiras, eventuais dano  na bomba  e o valor aplicado na venda dos combustíveis. Já a ANP verifica a qualidade dos combustíveis.

Ainda segundo a delegada, a fiscalização no primeiro momento busca orientar os proprietários. “Quem não estiver dentro da normalidade será notificado para que a situação seja adequada”, destaca. Ela alerta ainda que os postos que deixarem de cumprir as normas serão notificados para que regularizem a situação.

WhatsApp Image 2020 06 23 at 11.20.33

WhatsApp Image 2020 06 23 at 09.05.00

WhatsApp Image 2020 06 23 at 09.05.00 1

WhatsApp Image 2020 06 23 at 09.05.00 2

WhatsApp Image 2020 06 23 at 09.04.59

DSC 0032 3 1

A Polícia Civil cumpriu as prisões preventivas de três homens identificados como autores de um roubo a uma residência no bairro Rio Grande, em Palhoça. As investigações foram conduzidas por policiais civis da Divisão de Investigação Criminal (DIC) com o apoio do Instituto Geral de Perícias (IGP). Os três suspeitos estão na Penitenciária da Capital por terem sido presos em flagrante pela Polícia Militar por posse de arma.

O roubo aconteceu na noite de 19 de abril deste ano, quando a vítima foi abordada por três homens, armados e mascarados, quando fechava o seu estabelecimento comercial. Ela foi obrigada a levar os três homens, sob ameaça de morte, até a casa no mesmo bairro. Lá, amordaçaram a mulher e a filha e passaram a vasculhar todos os cômodos à procura de objetos de valor.

A ação criminosa durou cerca de 20 minutos, tempo em que os autores recolheram objetos da residência como eletrônicos, joias, dinheiro e mantimentos. Após a conclusão do inquérito policial, o Judiciário determinou as três prisões preventivas dos autores identificados pela DIC, conforme conteúdo probatório. Os presos se encontram no sistema prisional à disposição da Justiça.

 WhatsApp Image 2020 06 18 at 10.18.02 1

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia da Comarca de Santo Amaro da Imperatriz, cumpriu um mandado de prisão preventiva e quatro mandados de busca e apreensão nos bairros Capoeiras, Monte Cristo e Coqueiros, na manhã desta quinta-feira (18), em Florianópolis. Dois investigados foram presos e alguns objetos recuperados.

O inquérito policial apura três furtos a residência em março deste ano em Santo Amaro da Imperatriz e revelou outros crimes em São José, Canelinha, São João Batista e Nova Trento. De acordo com delegado Arthur Lopes, a investigação demonstrou que após os furtos os objetos subtraídos eram receptados em um estabelecimento de lavação automotiva. A investigação contou também com informações de inteligência da Polícia Militar (GESA).

Além do cumprimento da prisão preventiva, outro investigado foi preso em flagrante por receptação e o que foi apreendido na sua residência alvo do furto já foi restituído à vítima. Ainda, o carro utilizado na série de crimes foi apreendido e permanecerá à disposição da Justiça. A operação contou com o apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE) da Polícia Civil.

WhatsApp Image 2020 06 18 at 10.18.02

sto amaro