Conecte-se

FacebookTwitterInstagram

WhatsApp Image 2019 12 12 at 16.28.44

A Polícia Civil celebrou um termo de cooperação técnico-científico com o Ministério Público de Contas (MPC) para intercâmbio de conhecimentos entre as instituições. A assinatura aconteceu na tarde desta quinta-feira (12) na Delegacia Geral, em Florianópolis.

O ato contou com a presença da Procuradora-Geral de Contas, Cibelly Farias, e do Procurador de Contas Diogo Roberto Ringenberg, recebidos pelo Delegado Geral, Paulo Koerich, e pela Delegada Geral Adjunta, Ester Coelho. Também participaram diretores, gerentes e a assessoria jurídica da Polícia Civil.

O objetivo abrange a formação, o aperfeiçoamento, a especialização de recursos humanos e o desenvolvimento institucional por meio de intercâmbio de conhecimentos, informações e experiências através da disponibilização de vagas em cursos livres, pós-graduações, seminários, workshops e eventos afins.

Pela Polícia Civil, a cooperação se dará pela Acadepol, com previsão de início em julho de 2020 mediante oferecimento de vagas para integrantes do MPC em curso de pós-graduação em gestão da segurança pública e investigação criminal. Já o MPC poderá oferecer vagas aos servidores da Polícia Civil em cursos, treinamentos, seminários e afins promovidos pelo órgão a partir da publicação do acordo no Diário Oficial do Estado. A vigência do termo é de 36 meses.

WhatsApp Image 2019 12 12 at 16.28.44 1WhatsApp Image 2019 12 12 at 16.48.41

WhatsApp Image 2019 12 12 at 12.27.58

A ação Verão Santa Catarina terá novidades para a temporada 2019/2020. Além da participação de 9,2 mil profissionais da segurança pública, a força-tarefa do Governo do Estado, programada para começar em 19 de dezembro, terá uma Comissão de Respostas Rápidas, que engloba 22 órgãos da administração direta e indireta com o objetivo de prevenir e garantir celeridade no enfrentamento de situações emergenciais.

O lançamento nesta quinta-feira (12) marcou a apresentação de um novo conceito de ação para a alta temporada, com objetivo de fortalecer o atendimento à população e aos visitantes. O investimento total chega a R$ 39,4  milhões apenas na segurança pública, principalmente em diárias, ressarcimento aos guarda-vida civis e novas viaturas. Também está confirmado R$ 1,6 milhão em ação da Casan de fiscalização contra despejo irregular de esgoto na região dos Ingleses, em Florianópolis. Foram destinados ainda R$ 85 mil por parte do Instituto do Meio Ambiente em novas placas para indicar a balneabildiade das praias. 

Segundo o governador Carlos Moisés, a presença maciça de turistas, em especial na região litorânea, exige uma articulação de forças por parte da administração estadual. Ele salienta que serão três meses de muito trabalho e atenção redobrada.

“Santa Catarina, por suas qualidades, é procurada por milhões de pessoas durante a temporada de verão. Para esse ano, o Governo se preparou de uma maneira especial. Estamos trabalhando de maneira ainda mais integrada para garantir a melhor experiência possível para os nossos visitantes. Queremos que eles voltem sempre e façam uma propaganda voluntária do nosso Estado, gerando um ciclo cada vez mais virtuoso”, diz Carlos Moisés.

verao santa catarina 20191212 1842933887

A Polícia Civil participará com reforço de 71% no número de policiais civis em relação à ação anterior. São 588 policiais civis extras que atuarão nas delegacias do Litoral e Oeste catarinense, divididos em três períodos, em 35 municípios sede, além do efetivo local. Com isso, o total de policiais mobilizados será de 1.413. Serão usados dois helicópteros e quase 500 viaturas. 

Será realizada novamente neste ano a campanha de prevenção ao desaparecimento de crianças nas praias através da Delegacia Móvel e equipe de policiais civis. Haverá distribuição de cartilhas à população e pulseirinhas de identificação às crianças com dicas de cuidados e informações de serviços, por exemplo, sobre onde procurar ajuda e como agir. Outra ação prevê a atuação de apoio da equipe do Canil da Polícia Civil com cão farejador. O objetivo é localizar drogas em ações policiais. Está previsto ainda trabalho em conjunto com o consulado da Argentina por meio da parceria com policiais argentinos nos atendimentos aos turistas.

A ação Verão Santa Catarina 2019/2020 vai até o início de março. A Comissão de Respostas Rápidas será comandada pela Casa Civil e pela Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) e terá representantes dos seguintes órgãos: Defesa Civil, Casan, Celesc, Epagri/Ciram, Polícia Civil (PCSC), Instituto Geral de Perícias (IGP), Instituto do Meio Ambiente (IMA), Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), Instituto de Metrologia de Santa Catarina (Imetro), Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Secretaria Executiva de Comunicação, Escritório de Gestão de Projetos (EPROJ), Secretaria de Estado da Saúde, Procon, Polícia Militar (PMSC), Corpo de Bombeiros Militares de Santa Catarina (CBMSC), Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais, Secretaria de Estado da Educação, Secretaria de Desenvolvimento Social e Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca.

WhatsApp Image 2019 12 12 at 12.27.45

Reforço na segurança

A chegada dos turistas a Santa Catarina é um desafio para a segurança pública. Por conta disso, 9,2 mil profissionais atuarão nos locais mais frequentados pelos visitantes. São 5.750 mil policiais militares, 1.413 policiais civis, 2 mil homens do Corpo de Bombeiros (incluindo 1.146 mil guarda-vidas civis) e 41 profissionais do Instituto Geral de Perícias (IGP) dedicados ao Verão Santa Catarina 2019/2020. Esse efetivo contará com o apoio de 1,7 mil viaturas, 87 embarcações, 37 quadriciclos, oito helicópteros e quatro aviões. 

O comandante-geral da Polícia Militar e presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Junior, destacou que as corporações irão agir sempre de forma proativa, com engajamento contínuo dos efetivos.

Verão Santa Catarina na web

A temporada 2019/2020 também contará com um website que agrega informações de serviços essenciais, como Casan e Celesc, telefones para emergências, como Samu e Corpo de Bombeiros, links para dados de balneabilidade e previsão do tempo, além de dicas para tornar ainda mais proveitosa a experiência de visitantes ou residentes em Santa Catarina. O endereço é www.verao.sc.gov.br.

WhatsApp Image 2019 12 12 at 12.27.31

WhatsApp Image 2019 12 11 at 21.13.36

A Polícia Civil realizou na noite desta quarta-feira (11) a formatura de 34 novos delegados de polícia em Santa Catarina. A solenidade aconteceu na Academia da Polícia Civil (Acadepol), em Florianópolis. Emoção e palavras de comprometimento à sociedade marcaram o ato, que contou com a presença de autoridades, convidados e familiares.

Durante o ato também foi realizado o lançamento do Planejamento Estratégico 2019-2023 da Polícia Civil. O Delegado Geral Paulo Koerich destacou o momento para a instituição e deixou a mensagem da importância da carreira de delegado de polícia em defesa da sociedade. Koerich enfatizou também os desafios da atividade policial e “a necessidade, se preciso for, de dar a própria vida em defesa de terceiros”.

Formaram a mesa de autoridades, além do Delegado Geral, o presidente do Colegiado de Segurança Pública e Perícia Oficial, coronel Araújo Gomes; a diretora-geral da Secretaria de Segurança Pública, delegada Luciana Pinto Maciel; a Delegada Geral Adjunta, Ester Coelho; o diretor da Acadepol, Alfredo Ballstaedt; o deputado estadual Maurício Eskudlark e a desembargadora do Tribunal de Justiça, Rosane Portela Wolff.

O gerente de Formação, Aperfeiçoamento e Ensino à Distância da Acadepol, delegado André Luiz Bermudez Pereira, foi o paraninfo da turma. Já o orador foi o delegado Gilmar Bonamigo, que fez um discurso emocionado ao representar os colegas formandos.

WhatsApp Image 2019 12 11 at 21.20.18

Os 34 delegados aprovados em concurso público começaram o curso de formação em junho deste ano. Para chegar ao curso de formação eles passaram por cinco etapas: teste objetivo e subjetivo de conhecimento técnico; teste de capacidade física; teste psicotécnico; teste de conhecimento técnico na modalidade oral, e por fim, rigorosa investigação social.

Após aprovados no certame, ingressaram na Acadepol, em Canasvieiras, para o curso de formação profissional com duração de sete meses. Foram 1.247 horas aulas, qualificando os alunos em mais de 30 disciplinas. Entre as atividades, neste período, houve estágios supervisionados, 14 disciplinas de investigação, de gestão e liderança, inteligência policial aplicada, armamento munição e tiro policial, defesa pessoal, condicionamento físico, técnicas operacionais policiais, atendimento pré hospitalar tático, entre outras.

Também houve disciplinas jurídicas para somar ao grau de conhecimento jurídico. A formação inclui também o aspecto disciplinar, com respeito, hierarquia e disciplina. Segundo o Delegado Geral Paulo Koerich, após o término do curso de formação, que ainda prosseguirá com atividades até o dia 20 de dezembro, os delegados terão 15 dias em trânsito até a apresentação aos locais em que atuarão, em janeiro de 2020. A distribuição aos municípios será por critérios apresentados pelas diretorias da Polícia Civil. (Fotos: Maurício Vieira/Secom

WhatsApp Image 2019 12 11 at 21.24.52

11.12.2019 Operação Hora Extra 1

A Polícia Civil de Mafra, em conjunto com a 3ª Promotoria de Justiça e o Instituto Geral de Perícias (IGP), realizou na manhã desta quarta-feira (11) a operação Hora Extra com o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão nos municípios de Mafra e Balneário Barra do Sul.

A investigação apura suspeitas de fraude a licitações, peculato, corrupção ativa e passiva por agentes públicos e empresários de Mafra. Durante a operação um servidor foi preso em flagrante com duas espingardas.

Segundo o delegado Nelson Vidal, o esquema investigado está relacionado à contratação de empresas para fornecimento de serviços de horas-máquinas e a execução de obras no interior de Mafra, em 2019. Os mandados judiciais foram cumpridos em Mafra, Araquari, Itaiópolis e Papanduva. O IGP acompanhou as diligências.

11.12.2019 Operação Hora Extra 2

A fraude consiste em utilizar horímetros (servem para mostrar o tempo de operação de máquinas, equipamentos e outros dispositivos) secundários que marcavam horas de trabalho da máquina somente com a energia da bateria do veículo. A fraude acabava por remunerar com dinheiro público serviços que não eram realizados efetivamente pelas máquinas.

Logo Fundo preto

O delegado Renan Pellenz Scandolara, da 2ª Delegacia de Polícia do Saco dos Limões, instaurou inquérito policial para apurar uma nova depredação na imagem de Iemanjá no distrito do Ribeirão da Ilha, no Sul da Ilha de Santa Catarina, em Florianópolis. A imagem teria sido danificada na tarde de terça-feira (10). Ela está instalada no espaço público municipal Recanto da Iemanjá, na Rodovia Baldicero Filomeno, Bairro Ribeirão da Ilha.

 O delegado informou que já há suspeitos da depredação e as investigações estão adiantadas. Segundo o delegado, todas as medidas pertinentes à Polícia Civil foram tomadas e outras diligências estão em andamento. “A perícia vai fazer a coleta de material ainda nesta quarta-feira e testemunhas estão sendo ouvidas”, destacou.