Conecte-se

FacebookTwitterInstagram

06.04 Xaxim

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia Civil da Comarca da Fronteira de Xaxim, finalizou na tarde desta segunda-feira (06) um inquérito policial em que esclareceu um homicídio e duas tentativas de homicídio. Os crimes ocorreram no dia 05 de janeiro, em Xaxim.

Segundo os delegados Fernando Callfass e Gustavo Oliveira Altemar, no dia 30 de Janeiro foram cumpridos mandados judiciais de busca e apreensão, que culminaram na expedição de outros mandados judiciais de busca e apreensão domiciliar e prisões preventivas, cumpridos na Operação Templários, em 09 de março.

Na ocasião, apurou-se que um grupo de membros de organização criminosa, de posse de armas de fogo, emboscou as vítimas em uma estrada efetuando diversos disparos contra elas, que estavam no interior de um veículo. Um homem de 32 anos morreu e duas vítimas, uma mulher de 26 anos e uma criança de quatro anos, tiveram lesões corporais em razão dos disparos.

Segundo as investigações, a motivação dos crimes foi uma disputa entre duas facções criminosas rivais com o escopo de ampliar o domínio na prática de diversas condutas criminosas em Xaxim. Os autores dos crimes que foram identificados, dois homens e dois adolescentes, responderão pela prática consumada e tentada do crime de homicídio qualificado por motivo torpe e emboscada.

06.04 SSP

De acordo com dados da Gerência de Estatística e Análise Criminal (GEAC/DINI/SSP/SC), desde o início deste ano, não foram somente roubos e furtos que diminuíram no Estado: o latrocínio e o feminicídio também apresentaram queda.

Dados deste ano apontam que de 01 de janeiro a 06 de abril foram registrados 16 feminicídios no Estado contra 18 do mesmo período do ano passado. Já o latrocínio caiu mais da metade, de 9 registrados em 2019 para 4 em 2020.

Todas as polícias engajadas

Desde a vigência do decreto 515, de 17 de março, a Polícia Civil colocou nas ruas 1.166 policiais e a Polícia Militar mais 1.300, somando 2.466 policiais nas ruas preparados para atender qualquer tipo de ocorrência, não somente relacionadas às medidas restritivas contra à Covid-19.

Menos crimes em 2020

Feminicídio caiu de 18 para 16  (01/01 a 06/04)

Latrocínio caiu de 9 para 4 (01/01 a 06/04)

Menos crimes na quarentena

Roubos e furtos caíram de 289 para 100 (16/03 a 22/03)

Os dados são apresentados toda segunda-feira em reunião com representantes de todas as instituições. 

(Fonte: Assessoria de Imprensa da Secretaria de Segurança Pública).

WhatsApp Image 2020 04 06 at 17.17.04

Primeiros auxílios psicológicos em situações de crise. Este foi o tema de uma capacitação dada a psicólogos da Polícia Civil. A iniciativa foi realizada à distância e 41 profissionais participaram, entre os dias 31 de março e 2 de abril.

O curso foi ministrado pela psicóloga Bruna Armelin através da Organização Internacional de Emergências Aéreas, Terrestres e Marítimas do Brasil (Oidetam - Brasil). O tema tem relação com as funções dos psicólogos da instituição e auxilia nas atividades.

Foram abordados pontos como primeiros auxílios emocionais, as ações imediatas de assistência, ajuda e suporte emocional; a preparação, planejamento e organização; a classificação das vítimas; os passos e auxílios psicológicos, entre outros.

O  curso foi uma iniciativa da  Associação dos Psicólogos Policiais Civis - APSIPOL.

06.04 Corupá

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Corupá, prendeu um homem de 26 anos por descumprir decisão judicial que deferiu medidas protetivas de urgência em favor da ex-companheira, no bairro Seminário, em Corupá. A prisão foi na tarde de sexta-feira (03).

Embora consciente da ordem judicial, o investigado foi até a residência da vítima, no bairro Seminário, em Corupá, na noite de 09 de março. Na ocasião, aproximou-se da vítima e insistiu para reatar o namoro com ameaças. Em meio à discussão, arremessou uma lata de bebida contra ela e desferiu um tapa nas costas. Uma policial civil que presenciou o crime interveio e acionou a PM, mas o suspeito fugiu antes da chegada da guarnição ao local.

Ao tomar conhecimento do fato, o delegado de polícia instaurou o inquérito policial no qual solicitou a prisão preventiva do indiciado. Oferecida a denúncia pelo Ministério Público, foi expedido o mandado de prisão pelo Judiciário. Após os procedimentos policiais, o homem foi encaminhado ao Presídio de Jaraguá do Sul, onde permanecerá à disposição do Judiciário.

06.04 Regras convívio

Sob medidas de isolamento social há 20 dias para conter o avanço do coronavírus no Estado, Santa Catarina inicia nesta segunda-feira, 6, uma nova etapa de convívio seguro com a doença.  A atuação de profissionais autônomos passa a ser flexibilizada de acordo com anúncio feito pelo governador Carlos Moisés em um pronunciamento no fim da tarde deste domingo, 5. As regras para a permissão dos trabalhos foram estabelecidas por meio de uma portaria assinada pelo secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino. O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado. 

>>>> Confira a portaria 

“Essa atitude foi tomada de uma forma muito responsável. O Núcleo Econômico do Governo escutou as entidades empresariais para essa liberação,  e o regramento foi realizado pela Secretaria de Estado da Saúde, obedecendo a critérios técnicos”, afirmou o governador.

Segundo o governador, os autônomos precisarão respeitar as regras de distanciamento social, com atendimentos individualizados, sem aglomeração de pessoas nas salas de espera, com a correta higienização dos ambientes e o uso de EPIs. Em caso de teste positivo para a Covid-19 ou da apresentação de sintomas da doença, o profissional não poderá realizar atendimento, devendo permanecer em isolamento. 

A medida inclui profissionais autônomos/liberais da saúde, tais como médicos, veterinários, fisioterapeutas, biomédicos, psicólogos, enfermeiros, fonoaudiólogos, farmacêuticos e nutricionistas. Os profissionais de interesse da saúde, tais como terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, educadores físicos, cabeleireiros, barbeiros, pedicures, manicures, depiladores, massagistas e podólogos, também estão liberados. 

A flexibilização de trabalho inclui ainda profissionais autônomos de áreas gerais, entre eles advogados, contadores, administradores, jardineiros, cozinheiros, limpadores de piscina, faxineiros, empregados domésticos, encanadores, entre outros.

Desta forma, ficam autorizados a funcionar estabelecimentos como clínicas, consultórios, serviços de diagnóstico por imagens, serviços de óticas, laboratórios óticos, serviços de assistência e prótese odontológica e escritórios em geral. 

A proibição de funcionamento segue vigente para shoppings e o comércio em geral, conforme o decreto 535.

Carlos Moisés acrescentou que a orientação do Governo do Estado permanece para que os cidadãos fiquem em casa sempre que possível, realizando apenas os deslocamentos estritamente necessários.

Acompanhe as notícias sobre o novo coronavírus

As notícias sobre as medidas para conter a propagação do novo coronavírus em Santa Catarina e os boletins atualizados com a situação do Estado podem ser acessadas no site sc.gov.br ou www.coronavirus.sc.gov.br. As atualizações podem ser acompanhadas ainda pelo Youtube, Instagram e Facebook do Governo do Estado.