Conecte-se

FacebookTwitterInstagram

WhatsApp Image 2020 06 30 at 14.58.57

Em reunião com o Conselho Estadual de Combate à Pirataria (CECOP), a Polícia Civil reforçou nesta terça-feira (30) o compromisso de atuação no combate à pirataria em Santa Catarina. O encontro entre integrantes do CECOP e autoridades do Estado foi por meio de videoconferência.

“Não podemos admitir que crimes dessa natureza continuem sendo perpetrados em desfavor de empresas e comerciantes que agem na lisura”, destacou o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial e Delegado Geral da Polícia Civil, Paulo Koerich, garantindo ações conjuntas de todas as forças de segurança pública.

A operação realizada no dia 15 de junho em Gaspar, quando a Polícia Civil apreendeu 30 mil peças de roupas falsificadas, foi citada pelo Delegado Geral aos participantes, assim como mensagens de reconhecimento ao trabalho dos policiais enviadas recentemente por empresas. A reunião foi presidida pelo presidente do CECOP, Jair Antonio Schmitt. Pela Polícia Civil também participou o diretor da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), Luis Felipe Fuentes.

52f6c0ed 6d2a 4e84 bca2 2951f36acd93

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Joinville, apreendeu uma ave da fauna silvestre ameaçada de extinção. Foi na terça-feira (30), no Bairro Fátima, em Joinville.

A ave apreendida é um papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea) presente na Lista Nacional de Espécies Ameaçadas de Extinção (Portaria MMA nº 444/2014). No local também foi apreendida outra ave silvestre que era mantida em cativeiro sem as devidas autorizações dos órgãos ambientais competentes.

Os animais silvestres apreendidos serão encaminhados ao Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), órgão que irá realizar a regular triagem das aves por profissionais habilitados, bem como proceder com a lavratura das multas cabíveis ao caso. Em razão de se tratar de crime de menor potencial ofensivo, foi instaurado o respectivo Termo Circunstanciado para a devida apuração dos fatos.

decd7eb5 806f 4827 9f98 0c437df29d9d

WhatsApp Image 2020 06 30 at 10.50.58 1

A Polícia Civil recuperou R$ 64 mil roubados de uma casa de câmbio em Itapema. Uma mulher foi presa em flagrante.

No dia 16/06/2020, uma casa de câmbio foi assaltada em Itapema. O Setor de Investigação Criminal (SIC) da Delegacia de Polícia fez diligências no sentido de elucidar a autoria e efetuar o rastreamento do valor roubado.

De acordo com o delegado Diogo Medeiros, após realizar investigação, na segunda-feira (29), os policiais civis, com apoio da Polícia Militar, foram até uma casa localizada em Balneário Camboriú e encontraram maconha, ecstasy e R$ 64 mil em notas de R$ 100 e R$ 50. O valor foi restituído à vítima. O apoio da Policia Militar de Balneário Camboriú foi fundamental para localizar os objetos roubados.

WhatsApp Image 2020 06 30 at 09.34.58

A Polícia Civil de Santa Catarina, através da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), com o apoio da Polícia Civil de Pernambuco e de Delegacias de Polícia da Grande Florianópolis e de Tijucas, realizou nesta terça-feira (30) a Operação “Última Chamada”. Foram cumpridos 69 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça decorrentes de investigação da Delegacia de Estelionatos e Defraudações (DD/DEIC) a respeito de golpes aplicados contra mais de 10 mil pessoas em vários Estados do Brasil.

As investigações apontam a existência de uma organização criminosa que se utiliza indevidamente do nome de operadora de telefonia para aplicar golpes, utilizando centrais telefônicas para enganar as vítimas, obter dados de cartões bancários e efetuando saques de valores sem o consentimento das vítimas.

Além das buscas, foram bloqueados judicialmente 19 veículos e sequestrados valores de 59 contas bancárias, sendo 30 contas de empresas e 29 contas de pessoas físicas, até o limite de R$ 10 milhões por conta.

Os crimes investigados no inquérito policial são estelionato, crime contra o consumidor, organização criminosa e lavagem de dinheiro. “As diligências prosseguem no intuito de apurar a documentação apreendida”, afirma o delegado Pedro Henrique de Paula e Silva Mendes, da Delegacia de Estelionatos e Defraudações da DEIC.

WhatsApp Image 2020 06 30 at 10.11.19

WhatsApp Image 2020 06 30 at 09.16.42

WhatsApp Image 2020 06 30 at 10.09.24

WhatsApp Image 2020 06 30 at 09.18.36

Confira o vídeo do Delegado Pedro Henrique de Paula e Silva Mendes:

 sequestropreso

Uma ação conjunta entre a Polícia Civil, a Polícia Federal e a Polícia Militar prendeu um homem foragido da Justiça do Paraná por sequestro. A prisão foi na manhã desta terça-feira (30), no bairro Ingleses, em Florianópolis.

Segundo o delegado Danilo Bessa Brilhante, o homem de 25 anos tinha mandado de prisão expedido pela 4ª Vara Federal de Foz do Iguaçu (PR). “Durante as investigações para o cumprimento de sua prisão, agentes da PC e da PF também descobriram o seu envolvimento com o crime organizado, sendo sua participação na importação de armas de fogo pela tríplice fronteira”, afirmou o delegado.