Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

c219f860 e030 4f2f b152 af21c320455d

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Furtos e Roubos (DFR/PCSC) de Brusque, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Itajaí, prendeu no início da noite de terça-feira (19), um empresário de Guabiruba. A prisão é em decorrência da Operação “Fio Solto", que apura os delitos de receptação de carga e associação criminosa.

O investigado estava foragido desde a deflagração da operação, ocorrida no início do mês de outubro, quando fugiu para o Paraguai. A DFR/PCSC estava o monitorando e constatou que na terça-feira ele teria retornado a cidade de Guabiruba.

Com o auxílio da PRF, o veiculo em que ele estava foi abordado na Rodovia Antônio Heil, já na cidade de Itajaí, onde ocorreu a prisão.

10e667f3 be11 4260 8368 433afce3d6aa

Na manhã desta quarta-feira (20), a Polícia Civil de Santa Catarina realizou a formatura do 2º curso de Cinotecnia Policial, em evento na Acadepol (Academia da Polícia Civil), em Florianópolis. Foram formados 17 policiais, sendo dez policiais civis catarinenses e sete integrantes de outras instituições, que são da Base Aérea de Florianópolis, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e policiais civis do Maranhão, Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio Grande do Sul.

A iniciativa visou a capacitar policiais para treinamento e operações com cães de detecção de drogas, armas e outras ações importantes nos trabalhos de persecução criminal. Na Polícia Civil de SC, a Coordenadoria de Operações Policiais com Cães (COPC/PCSC) atua no sentido de nivelar conhecimentos, uniformizar técnicas e habilitar policiais civis dos Núcleos de Operações com Cães (NOCs) para treinarem e empregarem adequadamente os parceiros caninos.

O curso teve a duração de 210 horas/aulas durante 30 dias. Entre os conteúdos abordados estão atendimento pré-hospitalar de emergência canino e humano, ambientação em aeronave, técnicas de apresentação de odores, busca urbana veicular rural e em edificações e de restos mortais.

O delegado-geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Marcos Flávio Ghizoni Júnior, destacou o momento de avanço na Instituição e a importância da prestação do serviço e atendimento à população.

Além do delegado-geral, formaram a mesa de autoridades a delegada-geral adjunta, Ester Fernanda Coelho; o diretor da Acadepol, André Luiz Bermudez, o diretor de Inteligência, Aldo Pinheiro D´Ávila e o secretário adjunto municipal de Defesa do Cidadão, Alceu de Oliveira Pinto. Também estiveram presentes autoridades de outras instituições, convidados e policiais.

f7181231 7696 4199 bfcc ffb41e3da222

88b6ef72 f928 4fee 8359 90153131d5a2

98faa228 e1d3 43bf aa93 95fc3cb7e157

92e994cc 074a 49a4 a6b0 c71408358168

be38144d 48f1 411a 9f15 6f6a9d773c31

Posse de diretores e delegados regionais

Ainda nesta quarta-feira, na Acadepol, foi realizado o ato simbólico de posse dos novos diretores e delegados regionais da Polícia Civil de Santa Catarina.

Revista Acadêmica sobre Ciências Policiais

Durante o evento, também houve o lançamento da Revista Acadêmica “Ciências Policiais em Revista” da Polícia Civil. “É a nossa revista científica acadêmica em que discutimos todas as questões pertinentes a nossa Polícia Civil. Ou seja, são policiais civis escrevendo sobre a atividade da Polícia Civil para os policiais civis”, destacando que a iniciativa da Acadepol abordará conteúdos relacionados, por exemplo, à investigação criminal, gestão e operações policiais. Acesse a revista no site da PCSC (www.pc.sc.gov.br)

Placa do Hino da Polícia Civil

Ao final, também na Acadepol, a Polícia Civil realizou nesta quarta-feira ato de inauguração da placa do Hino da Instituição Policial. Em 2019, houve um processo seletivo interno para a escolha do hino e o vencedor foi o delegado José Rogério de Castro Filho, autor da letra e música.

0f546a6f 2d8b 4eab 9154 9e8b65b03b7d

082b2ea3 fd6c 4a46 8a2b f4d905aa0065

42d5ff2f 44f7 48f5 89cf 60ee5078f287

62332ca8 d5a4 48a9 89e7 f5c7f9a89809

 WhatsApp Image 2021 10 20 at 09.24.44

Na manhã desta quarta-feira (20), após vários dias de vigilância e monitoramento, a Polícia Civil de Santa Catarina prendeu em Camboriú um homem integrante de organização criminosa atuante em todo território nacional.

O alvo é suspeito de executar atentados no Estado do Pará (contra instituições públicas e policiais).

Contra ele havia 3 mandados de prisão por crimes de homicídio (inclusive de um guarda municipal e uma tentativa contra policial militar).

Há processos contra o preso naquele Estado em torno de diversos crimes violentos, como sequestro, roubos, porte de arma, participação em organização criminosa e homicídios.

Investiga-se o seu envolvimento em cerca de 20 homicídios no Pará. A ação contou com a coordenação da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de SC e da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE/PCSC) além da Polícia Civil do Estado do Pará.

WhatsApp Image 2021 10 20 at 11.35.53 1

 WhatsApp Image 2021 10 20 at 08.05.50

Em uma nova operação de combate ao tráfico de drogas, a Polícia Civil cumpriu mandados judiciais na manhã desta quarta-feira (20), em Chapecó, no Oeste. Três pessoas foram presas.

A ação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Chapecó. A operação foi denominada “Paciência de Jó”. Foram cumpridos três mandados de prisão temporária e três mandados de busca e apreensão, no bairro São Pedro.

As investigações duraram cerca de três meses, período em que foi possível comprovar a prática reiterada de tráfico de drogas por parte de todos os envolvidos, um dos quais considerado uma das principais lideranças de facção criminosa local.

Apreensão em julho

A investigação atual se iniciou em julho, a partir de uma apreensão de 2,5 kg de cocaína, apetrechos para o tráfico e um revólver (foto abaixo). A partir daí, o trabalho da DIC/PCSC evoluiu e resultou na expediçāo de cinco mandados de prisāo. Duas pessoas seguem foragidas.

Os presos são dois homens e uma mulher, alguns integrantes da mesma família, todos moradores de Chapecó. Os investigados homens possuem histórico pela prática de tráfico de drogas, sendo o nome da operação uma referência à insistência do trabalho policial, haja vista que o líder do grupo já é alvo de operações policiais há alguns anos e finalmente teve contra si expedido mandado de prisão.

Os investigados permanecerão presos até nova deliberação judicial e serão encaminhados ao Presídio Regional de Chapecó.

WhatsApp Image 2021 10 20 at 08.05.49

WhatsApp Image 2021 10 20 at 07.50.20

 viatura6

A Polícia Civil cumpriu um mandado de prisão preventiva contra um homem de 33 anos investigado pelos crimes de estupro, roubo e furto ocorridos em São João Batista, na madrugada de quinta-feira (15).

O investigado abordou uma mulher que se dirigia ao trabalho e praticou contra ela os crimes de estupro e roubo, utilizando de extrema violência na prática dos crimes. Na sequência, o homem furtou um veículo Saveiro de uma empresa e objetos de uma residência vizinha e fugiu para Florianópolis.

Após investigações, a Polícia Civil de São João Batista, em menos de 48 horas, conseguiu identificar o autor e colher diversas provas sobre a sua participação nos delitos. Houve o apoio da Divisão de Roubos e Antissequestro (DRAS) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC) nas investigações.

O mandado de prisão contra o homem pelos crimes de São João Batista foi cumprido nesta terça-feira (19) no presídio, polis ele já havia sido preso no domingo por força de outro mandado de prisão por roubo, com base em uma investigação da Delegacia de Repressão a Roubos (DRR/PCSC) da Capital.