Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

brasaoo

A Polícia Civil prendeu em flagrante no início da noite de quarta-feira (14), um homem de 42 anos em Araranguá, investigado por violência doméstica. A ação é da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI).

No dia 09/04/2021, a vítima pediu a aplicação de medidas protetivas de urgência, deferidas pela 1ª Vara Criminal, que determinou o afastamento do lar e proibiu a aproximação e o contato do autor com a vítima.

Na quarta-feira, o investigado descumpriu a decisão judicial, foi até a residência da vítima, ameaçou e injuriou. Após o descumprimento, a mulher novamente procurou a DPCAMI/PCSC. No momento em que saía, percebeu que o investigado a esperava nas proximidades da Delegacia de Polícia. A vítima voltou à unidade policial, acionou os policiais civis, que prenderam o autor.

viatura

Policiais civis cumpriram a prisão preventiva de um homem de 20 anos por roubo majorado. Foi na tarde de quarta-feira (14), em Lindolfo Collor, Rio Grande do Sul. A Delegacia de Turvo, Sul do Estado, havia solicitado apoio de policiais civis de Ivoti, no Rio Grande do Sul.

O crime ocorreu no dia 12/02/21, quando dois homens entraram em um mercado no Bairro São Luiz, em Turvo, portando uma faca. Um dos criminosos colocou a faca no pescoço do proprietário do estabelecimento e exigiu que ele entregasse o dinheiro que estava no caixa.

Policiais civis de Turvo identificaram o suspeito. Segundo o Delegado de Polícia Lucas Fernandes da Rosa, houve a representação pela expedição de mandado de prisão preventiva ao juízo local, que foi deferido.

Até então, apurou-se que após praticar o roubo, o investigado fugiu para o Estado vizinho e estava em local incerto, quando policiais civis da DP de Turvo conseguiram localizá-lo e informar o seu paradeiro para os policiais civis do RS. Ele estava escondido em Lindolfo Collor/RS. O preso foi alocado na unidade prisional do RS e o inquérito policial que apurou os fatos será encaminhado ao Juízo nos próximos dias.

WhatsApp Image 2019 10 18 at 17.07.05

A Polícia Civil prendeu preventivamente um homem de 51 anos investigado por violência doméstica. Foi na tarde desta segunda-feira (29), em Araranguá.

A prisão foi realizada pela Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Araranguá, em razão de investigação iniciada no 07/03/2021, quando a vítima requereu a aplicação de medidas protetivas de urgência. Isto porque, seu ex-companheiro esteve na sua residência e ameaçou matar “um por um”, referindo-se à ex-companheira e aos enteados.

As medidas foram deferidas pela 1ª Vara Criminal, que proibiu a aproximação e o contato do suspeito com a ofendida e seus familiares. Todavia, no dia 17/03/2021, o investigado descumpriu a decisão judicial, fez novas ameaças, provocou danos no imóvel e lesionou a vítima, demonstrando que as medidas cautelares diversas da prisão não foram suficientes para afastá-lo, definitivamente, da ofendida.

Desse modo, com vistas a preservar a integridade física da vítima e de sua família, após representação da Polícia Civil, o juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Araranguá decretou a prisão preventiva do investigado, que foi cumprida nesta tarde.

maustratosararangua

Após denúncia, a Polícia Civil efetuou a prisão de um homem por maus-tratos contra animais. Foi na quinta-feira (25), no bairro Sanga da Toca, em Araranguá. A ação é da Delegacia de Polícia de Turvo, da Central de Plantão Policial (CPP) de Araranguá e da Fundação Ambiental do Município de Araranguá (FAMA).

Verificou-se que nos fundos da residência havia um animal debilitado e aparentemente sem os cuidados necessários. O animal foi levado a um veterinário, que confirmou que ele estava em situação de maus-tratos. Na casa também havia outros cachorros que estavam presos com a corrente bem curta, situação que motivou uma notificação ao proprietário.

O homem foi conduzido à CPP e autuado em flagrante pelo artigo 32, § 1º-A da Lei 9.605/98 (Lei sancionada recentemente que aumenta a pena de maus tratos). Finalizado o procedimento, o preso aguardará na Central de Polícia à disposição da Justiça.

94840b8f 4dbe 4ed6 b39f bbbeaa6a1afa

Nesta terça-feira (23), a Delegacia Geral da Polícia Civil recebeu em audiência, em Florianópolis, o prefeito de Meleiro (Sul do Estado), Eder Mattos. Foram tratados assuntos relacionados às atuais condições e melhorias da Polícia Civil no município, além de tratativas para a construção de uma nova Delegacia de Polícia local.

O prefeito foi recebido pelo Delegado Geral, Paulo Koerich. Também participaram o vereador Anderson Scardueli e o Diretor de Administração e Finanças da Polícia Civil, Valério Alves de Brito.