Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

banner sala

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Furtos e Roubos (DFR/PCSC) de Brusque, concluiu uma investigação de um suposto roubo ocorrido em 10 julho de 2021 e indiciou um homem por falsa comunicação de crime e estelionato.

Chegou ao conhecimento da DFR/PCSC, por meio de Boletim de Ocorrência registrado no dia 12 de julho, que dois dias antes, uma família havia sido abordada por dois homens em uma motocicleta, os quais, fazendo menção de estar armados, teriam anunciado o assalto e subtraído um aparelho celular.

A Polícia Civil passou a realizar diligências, buscando imagens e tentando identificar testemunhas dos fatos. Porém, na medida em que a investigação se aprofundava, diversos pontos do relato da suposta vítima foram se mostrando controversos.

Policiais civis apuraram ainda que, depois do fato, a suposta vítima entrou com um pedido de indenização perante a seguradora do aparelho, o qual obteve êxito em receber o valor do bem. A DFR/PCSC identificou que o aparelho supostamente roubado estaria em poder da enteada da vítima, a qual relatou que havia recebido o aparelho de presente.

Nesse contexto, havendo configurado o “golpe do seguro” por parte do comunicante, o mesmo foi interrogado na Delegacia de Polícia e confirmou que tudo não passou de uma farsa com o objetivo de receber o valor do celular em indenização.