Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

19.07.2019 Cocaina e cão

A Polícia Civil prendeu na tarde desta sexta-feira (19) um casal acusado de traficar cocaína em Campos Novos. A operação foi realizada por agentes da Divisão de Investigação Criminal (DIC) com apoio do Núcleo de Operações com Cães. No total foram apreendidos 200 porções de cocaína e R$ 460. A droga, que estava pronta para ser comercializada, pertencia a um casal. Eles usavam um bar no bairro Nossa Senhora Aparecida para vender o entorpecente.

 O casal foi preso em flagrante e conduzido à delegacia de polícia, onde foi feito o auto de prisão em flagrante. Eles vão responder por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Os presos foram transferidos para o sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

🚨Polícia Civil - Disque-Denúncia 181 ou WhatsApp (49) 99171-2501.

Campos Novos

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal de Campos Novos e com o apoio das Delegacias de Tangará e Monte Carlo, prendeu na manhã desta quarta-feira, 19, dois homens acusados de serem os autores da tentativa de roubo a agência do Banco do Brasil em Brunópolis.  O crime aconteceu no dia 7 de maio.  

J.F. S. e E.P.K. foram presos em cumprimento aos mandados de prisão e de busca e apreensão expedidos pelo Judiciário de Campos Novos. Com eles os policiais apreenderam também o armamento utilizado na prática do crime (02 armas cal. 12, 01 revólver cal. 38, munições e rádio comunicadores).

Além disso os dois criminosos também são acusados de torturar um morador de Monte Carlo que havia se envolvido com a ex-mulher de um dos assaltantes. Eles chegaram a gravar um vídeo durante a prática do crime. A vítima sofreu ferimentos graves e está internada em recuperação.

Os dois presos prestaram depoimento e foram transferidos  para a Unidade Prisional Avançada local, onde permanecerão à disposição da Justiça Criminal.

🚨Polícia Civil - Disque-Denúncia 181 ou WhatsApp (49) 99171-2501

Campos Novos - O Tribunal do Júri de Campos Novos condenou um homem a 16 anos e quatro meses de reclusão por homicídio de uma mulher mesmo sem o corpo da vítima nunca ter sido localizado e o acusado nunca ter assumido o crime. O júri popular foi na última segunda-feira.

O caso aconteceu há dois anos. Na época a Polícia Civil conseguiu na investigação angariar provas e concluiu que houve homicídio, o que gerou a denúncia criminal do Ministério Público. Segundo o delegado regional de Campos Novos responsável pela investigação, Adriano Almeida, a Polícia Civil chegou ao réu após descobrir que havia ocorrido uma venda de um terreno pela mulher desaparecida ao homem que acabou sendo apontado como o autor do homicídio. A polícia descobriu que o homem pagou uma parte do valor negociado (R$ 30 mil) e ficou devendo o restante (R$ 20 mil).

“Ela saiu para encontrar ele e nunca mais voltou. Fizemos a investigação e conseguimos comprovar que no dia desse encontro ele foi de fato até as proximidades da casa dela, se encontraram e depois foram para uma região rural, de onde ela nunca mais voltou”, recorda o delegado, acrescentando que a perícia, a partir do uso de luminol, encontrou partículas de sangue no veículo do homem. “A condenação foi algo positivo para a Polícia Civil porque coroou o trabalho de investigação desenvolvido, que foi difícil em razão da não localização do corpo”, comenta Almeida.

canilnovo1

O cão labrador Zeus já está no canil construído na Delegacia Regional de Campos Novos à disposição dos policiais civis locais, no auxílio às operações. A chegada do animal esta semana é vista como um ganho para os agentes nas ações para farejar entorpecentes e armas, principalmente em abordagens em veículos, na região do Meio-Oeste.

canilnovo2

Zeus será treinado pelas agentes Milena Pampilion e Angélica Guidini. A intenção é contar com o cachorro em buscas em Curitibanos, Lages e São Joaquim. Até então, o cão que auxiliava as operações em Campos Novos era trazido de São Lourenço do Oeste.

canilnovo11

Reunião com policiais civis

Nesta quinta-feira pela manhã (06/06), policiais civis da região de Campos Novos se reuniram para uma conversa de trabalho com o Delegado Geral da Polícia Civil, Paulo Koerich. A iniciativa faz parte de um roteiro pelo Estado para fortalecer ações e o planejamento de gestão da Polícia Civil. À tarde, o encontro será com policiais civis em Curitibanos.

Segundo o delegado regional Adriano Almeida, 130 pessoas foram presas pela PC de Campos Novos nos últimos dois anos em investigações sobre o tráfico de drogas.

Campos Novos - Policiais Civis da DIC de Campos Novos (Divisão de Investigação Criminal) recuperaram, na tarde desta terça-feira, 17, uma pá carregadeira Komatsu Wa 180, de propriedade do município de Campos Novos. O equipamento havia sido furtado em 2007 e está avaliado em R$ 150 mil.

A referida máquina foi localizada pelos Policiais Civis no interior de Palmitópolis (PR), onde estava sendo utilizada por uma empresa de terraplanagem.

Na sequência, a aludida máquina, bem como o proprietário da empresa que a utilizava, foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil de Assis Chateaubriand (PR), local em que foram realizados os procedimentos policiais cabíveis.

Após a liberação do equipamento pela Polícia Civil do Paraná, a equipe de Policiais Civis da DIC de Campos Novos, juntamente com o secretário de Agricultura, João Batista Ramos de Almeida, retornaram para Campos Novos com a pá carregadeira Komatsu, que será novamente incorporada ao patrimônio do município.