Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

0000000000000000000000000000000000125555

A Polícia Civil de Concórdia concluiu e enviou ao Judiciário um inquérito policial que investigou tentativas de homicídios ocorridas nos dias 22/12/2021 e 4/1/2022, ambas no interior de Concórdia, além dos crimes de porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. A investigação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC Fron/PCSC) de Concórdia.

Os investigados, de 30 anos e 33 anos, foram presos em flagrante. Já o investigado, de 58 anos, foi preso temporariamente por figurar como mandante dos crimes.

No inquérito policial, a Polícia Civil apurou que o mandante contratou um dos presos para matar a vítima. Porém, nas duas ocasiões a vítima não foi atingida por nenhum disparo. Além disso, constatou-se que o mandante havia adquirido e fornecido dois revólveres para o atirador utilizar nos crimes.

Houve indiciamento do mandante por dois homicídios dolosos na forma tentada e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, de um dos presos por dois homicídios dolosos na forma tentada e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e do terceiro preso por homicídio doloso na forma tentada e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

A Polícia Civil representou pela conversão da prisão temporária do mandante em prisão preventiva, assim como pela manutenção da prisão preventiva dos outros dois indiciados. Todos estão no Presídio de Concórdia.