Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

311e43d2 ad73 4118 b5cd 3469d3137537

Na manhã desta quarta-feira (08), a Polícia Civil realiza a operação “Etiqueta Segura 4”, uma ação conjunta formada pela Receita federal e estadual, Procon, Conselho Estadual de Combate à Pirataria (CECOP/SC) e OAB, em Balneário Camboriú, litoral Norte de Santa Catarina.

O objetivo da ação é cumprir 66 mandados de busca e apreensão em combate aos crimes contra a propriedade material, contra as marcas e sonegação fiscal. As buscas são cumpridas em um centro de compras.

A Polícia Civil atua por meio da Delegacia Fazendária da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC). A OAB está representada pela comissão de direitos de proteção à propriedade. Participam 40 policiais civis e ao total estão envolvidas 80 pessoas, sendo 19 auditores da Receita.

Quatro toneladas de material apreendido

De acordo com o delegado de polícia Pedro Mendes, da Delegacia Fazendária da DEIC/PCSC, as buscas visaram apreender farto material de origem ilícita, ou seja, material pirata, apurar também eventual sonegação fiscal pelas empresas que vendiam esse material e também verificar a procedência.

O delegado estima que foram apreendidas quatro toneladas de material. Agora, os produtos serão encaminhados à perícia. “Após o laudo pericial e os trabalhos concluídos, se for constatada realmente a pirataria, o material é destruído e tirado de circulação”, relatou o delegado.

8c7f7264 ea44 4d98 a1b7 5fb73055c544

9824edde d952 41ce a4e6 e7479ee0a143

aa3a5690 5ea3 4d7c b20e 15d60273e65c

947590ce e4b2 4705 85ce 9da22b67179f

f9499b95 a376 4196 9a18 da775a385899

09d8e966 0a39 459b a5fd 3402f7487dc5

7897e3d8 c9cf 49ae ae58 7eaffdba6fe2