Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

WhatsApp Image 2020 10 13 at 10.55.20

Em Itajaí, a Polícia Civil desmantelou uma associação criminosa voltada ao tráfico de drogas. Foi na sexta-feira (09), no bairro Imaruí, em ação da Divisão de Investigação Criminal (DIC). Três pessoas foram presas, sendo dois irmãos homens e uma mulher, esposa de um deles.

Foram apreendidos na residência dos investigados 212 pedras de crack, dinheiro, embalagens utilizadas no tráfico e um caderno com anotações do tráfico.

WhatsApp Image 2020 04 08 at 09.36.54 1

A Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia da Comarca de Barra Velha, esclareceu o duplo homicídio ocorrido no dia 15 de junho, quando um casal foi executado a tiros em uma estrada na zona rural de São João de Itaperiú. Cinco pessoas foram indiciadas por envolvimento no crime.

Após quatro meses de investigação foram identificados os cinco suspeitos do crime - dois executores diretos, dois mandantes e uma adolescente de 16 anos, que auxiliou na organização da emboscada às vítimas. Todos foram autuados pelo crime de homicídio qualificado pelo motivo torpe e pela impossibilidade de defesa da vítima, bem como pelo crime de organização criminosa.

Na noite de segunda-feira (05), após troca de informações e com o apoio da Polícia Militar, foi cumprido um mandado de busca e apreensão e de internação provisória da adolescente suspeita expedido pela Justiça quando ela se preparava para deixar Barra Velha.

A investigação apurou que as mortes foram motivadas por disputas internas entre traficantes de drogas, integrantes de organização criminosa de origem estadual, por dívidas de tráfico e pelo descumprimento ao suposto "estatuto" do grupo. A ordem para as execuções partiu de criminosos presos no sistema prisional e foi repassada aos membros da facção criminosa em liberdade para que fosse cumprida. Os quatro adultos indiciados pelo crime já haviam sido presos no decorrer da investigação.

pc giro noite

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Itajaí, prendeu na tarde desta segunda-feira (05) uma mulher de 25 anos que estava foragida da Justiça de Itambacuri, em Minas Gerais. Ela é suspeita de se apropriar ou desviar bens, proventos, pensão ou qualquer outro rendimento do idoso, conforme crime previsto no artigo 102 da Lei n. 10.741/2003.

Segundo o Delegado de Polícia Sérgio Roberto de Sousa, a mulher foi localizada e presa na cidade de Navegantes, onde residia atualmente. Ela foi presa em cumprimento a um mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça de Minas Gerais. Após a prisão, foi encaminhada para o Presídio de Itajaí, onde permanecerá à disposição da Justiça até a transferência para a Unidade Prisional daquela Comarca.

WhatsApp Image 2020 06 01 at 16.55.38

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia da Comarca de Navegantes, cumpriu na manhã de sexta-feira (2), mandados de prisão temporária e de busca contra um homem suspeito de cometer dois roubos a comerciantes de Navegantes e Penha, entre os dias 13 e 14 de abril desse ano.

De acordo com o Delegado de Polícia Roney Péricles Gonçalves Alves, o inquérito policial foi instaurado e apurou os dois crimes de roubo praticado por duas pessoas na forma continuada. O suspeito foi encaminhado ao sistema penitenciário onde permanecerá à disposição da Justiça.

O segundo suspeito de envolvimento já foi identificado e teve a prisão preventiva decretada, mas ainda não foi localizado. O homem atuava em conjunto com o parceiro. O inquérito policial está em fase final de diligências e deverá ser concluído ainda esta semana.

 WhatsApp Image 2020 10 01 at 20.15.05

Imagem da Polícia Civil do RS da apreensão na região metropolitana de Porto Alegre.

Policiais civis da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Itajaí, em ação conjunta com a Polícia Civil do Rio Grande do Sul, elucidaram um crime de extorsão praticado no golpe da “sextorsão”/”nudes” e prenderam um envolvido preventivamente.

Na quinta-feira (01), foram cumpridos um mandado de busca e apreensão na região metropolitana de Porto Alegre (RS) e na Penitenciária de Charqueadas (RS). Houve apoio da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos do DEIC/RS.

Os criminosos criam perfis falsos (fakes) de garotas nas redes sociais e, a partir daí, passam a adicionar homens, na maioria das vezes de meia idade, e começam a trocar mensagens eróticas com eles. Durante as conversas, que são realizadas através do bate-papo de aplicativos, são trocadas fotos íntimas (nudes) entre a suposta garota e as vítimas, que são enganadas pelos autores do crime.

Depois, já de posse da foto da vítima, os golpistas entram em contato e se apresentam como pai da suposta garota, ou policial, informam que a menina seria menor de idade e exigem dinheiro em troca de não registrar a ocorrência (no caso do suposto pai), ou “arquivar” a denúncia (no caso do suposto policial).

Caso a vítima não deposite a quantia em dinheiro exigida pelos criminosos, eles ameaçam expor toda a conversa aos familiares das vítimas, que, subjugados a essa situação, acabam efetivando os depósitos. No caso investigado, foi possível inferir que a trama criminosa partiu de dentro do sistema penitenciário de Charqueadas (RS), onde um detento, em conluio com a esposa, aplicava o referido golpe, o qual acabou por vitimar ao menos oito vítimas em Itajaí.

Diante disso, foi representado ao Judiciário pela expedição dos mandados de busca e apreensão na residência dos criminosos e na penitenciária do Rio Grande do Sul, bem como pela prisão contra o casal investigado. Os mandados então foram cumpridos no interior da penitenciária, onde foram apreendidos aparelhos celulares em posse dos detentos e certa quantidade de droga (crack). Um homem envolvido no crime foi preso preventivamente. A mulher, até o momento, não foi localizada e segue foragida da Justiça.

Segundo o Delegado de Polícia, Rafael Leandro Lorencetti, eles deverão ser indiciados pelo crime de extorsão. O inquérito policial deverá ser concluído no prazo de 10 dias e remetido ao Poder Judiciário.