Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

WhatsApp Image 2022 06 15 at 08.19.41

Na manhã desta quarta-feira (15), a Polícia Civil de Santa Catarina desencadeou uma operação em Joinville para cumprir 28 mandados judiciais. A ação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Joinville.

Até o começo da manhã, oito pessoas haviam sido presas e drogas foram apreendidas. A operação tem como objetivo prender integrantes de uma organização criminosa que simulavam ser policiais civis para efetuar roubos a residências.

Dos 28 mandados judiciais, 20 são mandados de busca e apreensão e oito são mandados de prisão temporária expedidos pelo juízo da 2ª Vara Criminal de Joinville.

As investigações se iniciaram em janeiro deste ano após criminosos tentarem invadir um apartamento de luxo na cidade de Joinville. Para a prática do crime, eles se utilizaram de uma falsa viatura da Polícia Civil, roupas e algemas com emblemas da Polícia Civil.

Após a investigação, foi possível identificar dez suspeitos que integram uma organização criminosa especializada na prática de roubos a residências, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, receptação e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

Durante toda a operação, foram apreendidos as roupas com emblemas da Polícia Civil, algemas, oito armas de fogo, incluindo uma submetralhadora, maconha, cocaína, crack, ecstasy, prensas hidráulicas e também a falsa viatura, que se tratava de um automóvel roubado em Barra Velha.

A operação foi denominada de “Caça-Fantasmas”. O preso suspeito de liderar o grupo comandaria de dentro do presídio grande parte dos roubos que eram praticados no Estado de Santa Catarina.

Ao todo, 40 policiais civis de Joinville e da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Mafra participaram da operação.

Os presos foram interrogados e encaminhados ao Presídio Regional de Joinville.

WhatsApp Image 2022 06 15 at 08.19.42

banner4

Uma ação conjunta da Polícia Civil e da Polícia Militar prendeu na segunda-feira (13) o suspeito de um homicídio contra um motorista de aplicativo em São Francisco do Sul, no Norte de Santa Catarina.

O homem tinha mandado de prisão pelo crime, que ocorreu em dezembro de 2021. Ele também foi preso em flagrante pela suspeita de roubo a um posto de combustíveis, no bairro Reta.

O suspeito é apontado como o autor do disparo contra o motorista e teria contado com adolescentes para tirar a vida da vítima.

A Polícia Civil havia representado ao Judiciário pelo mandado de prisão após investigações feitas pelo Setor de Investigações e Capturas da Delegacia de Polícia da Comarca de São Francisco do Sul, com o apoio da Polícia Militar.

 WhatsApp Image 2022 06 13 at 19.16.37

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Joinville, cumpriu um mandado de busca e apreensão expedido pelo Poder Judiciário após uma investigação relacionada ao comércio ilegal de animais silvestres, em Joinville.

Durante a operação, houve a apreensão de duas armas de fogo, de 39 munições e de 34 aves da fauna silvestre, as quais eram mantidas ilegalmente em cativeiro.

Diante da situação, houve o encaminhamento do suspeito à DIC/PCSC, oportunidade em que foi lavrado o respectivo auto de prisão em flagrante.

Os animais apreendidos serão submetidos a regular triagem por profissionais para a reabilitação e restituição ao habitat natural.

WhatsApp Image 2022 06 13 at 19.16.37 1

 dicjlle

As Polícias Civis de Santa Catarina e do Mato Grosso do Sul, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Joinville e da DEFURV de Campo Grande (MS), realizaram uma operação na manhã desta segunda-feira (13) em Campo Grande (MS) para dar cumprimento a dois mandados de busca e apreensão e um de prisão temporária. Os mandados foram expedidos pelo juízo da 2ª Vara Criminal de Joinville.

As investigações realizadas pela DIC/PCSC apuram roubos e sequestros contra caminhoneiros que aconteceram no mês de abril de 2022 em Joinville.

Após investigação, seis homens foram identificados pela Polícia Civil de SC, sendo que cinco foram presos em flagrante em Itapema e em Florianópolis, enquanto o último suspeito de integrar a quadrilha foi preso na manhã desta segunda-feira no Estado do Mato Grosso do Sul.

Diante das prisões, foram realizados os procedimentos de Polícia Judiciária e o preso foi conduzido a um presídio no Estado do Mato Grosso do Sul.

WhatsApp Image 2022 06 09 at 22.05.03

Na noite desta quinta-feira (09), a Polícia Civil de Santa Catarina recuperou mais de 100 armas de fogo e três mil munições que haviam sido furtadas de uma loja de armas em Joinville, no Norte de Santa Catarina.

A investigação e a localização do arsenal foram realizadas pela Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Joinville. As armas, entre pistolas, revólveres e armas longas e as munições, estavam em uma casa no bairro João Costa. Uma pessoa foi presa em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. O crime ocorreu no dia 06 de junho.

A investigação

Assim que ocorreu o fato, a Polícia Civil começou as investigações. Após trabalho investigativo, foi possível identificar um dos suspeitos do crime e localizar a residência que era utilizada para o armazenamento das armas de fogo.

Depois de identificar o local, a DIC/PCSC de Joinville representou pela expedição de mandados de busca e apreensão em duas residências. Na operação realizada nesta quinta-feira, a Polícia Civil então cumpriu dois mandados de busca e apreensão expedidos pelo juízo da 4ª Vara Criminal de Joinville e apreendeu 101 armas de fogo, entre pistolas, revólveres e espingardas, além de aproximadamente 3 mil munições de calibres diversos.

De acordo com as investigações, as armas foram encomendadas por integrantes de uma organização criminosa atuante em Santa Catarina e seria utilizada para a prática de diversos crimes no Estado.

A investigação contou com o apoio da Polícia Científica de Joinville, além da 5ª Promotoria de Justiça. Houve o apoio também da 4ª Vara Criminal de Joinville pela agilidade no atendimento às representações da DIC/PCSC. Após os procedimentos, o preso foi conduzido ao Presídio Regional de Joinville.

Mais informações serão dadas em uma coletiva de imprensa pela Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (10), às 9h30min, na 2ª Delegacia Regional de Polícia, na rua Blumenau, em Joinville.

WhatsApp Image 2022 06 09 at 22.39.17