Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

dsdsfgfgfg

A Polícia Civil realizou uma operação e prendeu quatro pessoas, apreendeu três armas de fogo e munições, em Irati e São Lourenço do Oeste, no Extremo-Oeste de Santa Catarina.

A investigação é da Delegacia de Polícia de Comarca de Fronteira (DPCo-Fron) de Quilombo. Deflagrada na segunda-feira (02), a ação teve origem a partir de inquérito policial para apurar um crime de tentativa de homicídio ocorrido na Linha Jacutinga, zona rural de Irati. Foram cumpridos quatro mandados de prisão preventiva e realizadas quatro buscas domiciliares.

Durante as buscas foram apreendidas três armas de fogo, sendo duas espingardas e um revólver com numeração raspada, todos do calibre .32, e 18 munições. Também foram lavrados três autos de prisão em flagrante.

As prisões e as buscas domiciliares foram efetuadas nas Linhas Jacutinga e Laranjal, interior de Irati, e Linha Santos Dumont, no interior de São Lourenço do Oeste. Os presos foram encaminhados para o Presídio Regional de Chapecó.

Participaram da operação policiais civis das comarcas de Quilombo (DPCo-Fron) e de São Lourenço do Oeste (DIC e DPCAMI), além de policiais participantes da Operação “Hórus” e policiais dos Núcleos de Operações com Cães (NOCs/PCSC) de São Lourenço do Oeste, Canoinhas e Florianópolis.

Viatura sirene noite

Está preso em São Paulo um homem de 24 anos identificado pela Polícia Civil de Santa Catarina como suspeito de integrar uma organização criminosa que praticou golpes do “motoboy” em São Lourenço do Oeste, em abril deste ano.

A prisão em São Paulo foi em julho pela Polícia Civil do Estado de São Paulo, que cumpriu um mandado de prisão preventiva expedida pelo Poder Judiciário após manifestação favorável do Ministério Público. A investigação é da Delegacia de Comarca de São Lourenço do Oeste, Extremo-Oeste de SC.

Para a ação, os golpistas simulavam serem funcionários de bancos ou policiais para convencer as vítimas a entregarem seus cartões bancários e senhas para um suposto transportador, quando então recebiam e utilizavam os cartões clandestinamente, causando prejuízos.

Até o momento foram identificados e presos três integrantes da suposta organização criminosa voltada para a prática de furtos qualificados.

Alerta
Instituições bancárias nunca solicitam o recolhimento do cartão na residência.
Se tiver dúvidas sobre a segurança da sua conta entre em contato pessoalmente com o banco.
Não forneça senha ou entregue o cartão bancário para nenhum estranho.

Denuncie
181
WhatsApp (48) 98844-0011

WhatsApp Image 2021 07 16 at 15.05.41

Policiais civis da 28ª Delegacia Regional de Polícia de São Lourenço do Oeste arrecadaram cerca de 775 quilos de alimentos e material de higiene para doações. A distribuição ocorreu em São Lourenço do Oeste, nesta sexta-feira (16).

A iniciativa faz parte das comemorações dos 209 anos da Polícia Civil de Santa Catarina. As demais cidades que compõem o núcleo da 28ª Delegacia Regional também participaram da ação solidária.

COLETE TRÁS

A Polícia Civil prendeu um homem de 22 anos suspeito de cerca de nove furtos de veículos nas cidades de São Lourenço do Oeste e Galvão. Foi na terça-feira (13) através da Delegacia de Polícia do Município de Fronteira (DPMu-Fron/PCSC) de Galvão.

A prisão foi decorrente de mandado de prisão preventiva decretada pelo Poder Judiciário da Comarca de São Lourenço do Oeste.

O preso foi encaminhado para o Presídio Regional de Xanxerê, onde se encontra à disposição da Justiça.

banner sala

A Polícia Civil concluiu a investigação e esclareceu a morte de quatro pessoas e um incêndio em uma residência, em São Domingos, no Extremo-Oeste de Santa Catarina. Foi através da Divisão de Investigação Criminal de Fronteira (DIC-Fron/PCSC) de São Lourenço do Oeste.

O crime ocorreu no início da manhã de 08 de maio deste ano, no bairro Esperança, quando duas crianças, um menino e uma menina (com 11 anos e 10 anos), e dois adultos, um homem e uma mulher (de 34 anos e 31 anos), foram encontrados mortos na residência incendiada.

Os laudos do Instituto Médico Legal (IML) mostraram que as lesões encontradas no corpo das vítimas foram produzidas em organismo vivo, ou seja, que as mortes não foram decorrentes do fogo que consumiu toda a residência. Com isso, no dia 14 de maio, o suspeito de 31 anos foi preso temporariamente, em Ipuaçu. Ele era amigo e frequentava a casa da família vítima.

No sábado (10/07), o homem confessou a autoria dos crimes e alegou a motivação como sendo o uso excessivo de drogas (cocaína) e que nada se lembrava das mortes. O homem foi indiciado por quatro homicídios qualificados pela traição e também pelo delito de incêndio. Ele continua preso no Presídio Regional de Xanxerê.