Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

logobanner

A partir dos resultados dos laudos periciais sobre duas das quatro mortes ocorridas no sábado (08) em São Domingos, Extremo-Oeste de Santa Catarina, onde uma residência foi consumida pelo fogo, a Polícia Civil de Santa Catarina investiga o episódio como criminoso. Na ocasião, o fogo na residência causou a morte de quatro pessoas – um casal e duas crianças.

De acordo com os laudos do Instituto Médico Legal (IML) do Núcleo Regional de Perícias de São Lourenço do Oeste, uma das vítimas, um homem de 34 anos, apresentava "ferida cortante em região cervical”. A causa da sua morte foi hemorragia aguda. A outra vítima, a mulher de 31 anos, apresentava "ferida perfurocortante em região cervical direita”. A causa de sua morte também foi hemorragia aguda.

Os laudos também mostraram que as lesões foram produzidas em organismo vivo, ou seja, que suas mortes não foram decorrentes do fogo que consumiu toda a residência. Os exames também confirmaram a ausência de lesões por inalação ou fuligem em via aérea.

O homem foi identificado pela impressão digital, enquanto que a mulher pela arcada dentária. As identificações das duas crianças aguardam resultados de testes de DNA, devido à proporção e grau das queimaduras.
As identificações das duas crianças (para que na sequência os corpos sejam liberados) aguardam resultados de testes de DNA, devido à proporção e grau das queimaduras. As investigações estão com a Divisão de Investigação Criminal de Fronteira (DIC-Fron) da Polícia Civil de São Lourenço do Oeste. O Instituto Geral de Perícias (IGP) também participa.

viatura4

A Polícia Civil concluiu investigação e indiciou um homem de 43 anos por estupro de vulnerável. Foi na segunda-feira (26), em São Lourenço do Oeste.

A Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) apurou que os abusos sexuais eram cometidos contra duas crianças, de 08 anos e 09 anos e uma adolescente de 13 anos, em ambiente familiar. As vítimas eram as duas sobrinhas e a própria filha do investigado.

O homem foi indiciado pelo crime de estupro de vulnerável cometido em face das sobrinhas e da filha.

sloas

A Polícia Civil prendeu na tarde de quinta-feira (22) dois homens suspeitos de pertencer a quadrilha que aplica o "golpe do motoboy". A ação foi da Delegacia de Polícia de Comarca de Fronteira (DPCo-Fron) e da Divisão de Investigação Criminal (DIC), ambas de São Lourenço do Oeste, com o apoio da Polícia Militar.

Os dois suspeitos, ambos com 23 anos, são de São Paulo e estavam há dois dias em São Lourenço do Oeste supostamente com o objetivo de cometer as fraudes.

As investigações apuraram que eles simulavam ser funcionários de bancos ou policiais para convencer as vítimas a entregarem seus cartões bancários e senhas para um suposto transportador (originariamente motoboys). Eram esses “transportadores” que recebiam e utilizavam os cartões clandestinamente, causando prejuízos.

Durante a prisão a Polícia Civil apreendeu diversos objetos relacionados ao fato. Os dois suspeitos foram autuados em flagrante pela prática dos crimes de furto qualificado e associação criminosa.

A Polícia Civil alerta as pessoas para que nunca entreguem cartões bancários ou senhas a terceiros.

Em caso de dúvidas, contate seu banco ou a Polícia Civil.

 WhatsApp Image 2021 03 30 at 16.36.53

Uma carga com 231 quilos de maconha foi incinerada pela Polícia Civil, em São Lourenço do Oeste, na terça-feira (30). Foi em ação da Divisão de Investigação Criminal de Fronteira (DIC-Fron). A droga havia sido apreendida pela Polícia Militar Rodoviária Estadual, no dia 24.

A droga estava em um GM/Corsa, com placas de Toledo (PR), estacionado ao lado de um posto de combustíveis na rodovia (SC-157).

WhatsApp Image 2021 03 30 at 16.36.54

 WhatsApp Image 2021 02 17 at 15.23.23

Está preso o terceiro homem suspeito de participar das três mortes violentas ocorridas em Quilombo, no Extremo Oeste do Estado, na madrugada do dia 30 de janeiro. A Polícia Civil cumpriu prisão temporária expedida pela Justiça, na tarde de terça-feira (16), no bairro Bela Vista, em Chapecó. Outras duas pessoas já haviam sido presas no caso.

A ação foi da Divisão de Investigação Criminal de Fronteira (DIC-Fron) de São Lourenço do Oeste. O suspeito portava ilegalmente um revólver calibre .32S&W com seis munições intactas. Ele foi autuado em flagrante por posse de armas e transferido para o Presídio Regional de Chapecó, onde permanecerá à disposição da Justiça. As investigações prosseguem em sigilo.