Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

f0941f1d 57a1 4191 a9d4 3563e0b4b571

A integração e o investimento das instituições do Estado no enfrentamento ao crescimento dos crimes cibernéticos foram ressaltados na abertura do "II Seminário de Investigação Criminal na Era da Informação", nesta quarta-feira (25), na Academia da Polícia Civil (Acadepol), em Florianópolis.

O evento reunirá durante três dias nomes conhecidos no universo digital da investigação criminal e é promovido pela Associação dos Delegados de Polícia de Santa Catarina (Adepol-SC) e a Polícia Civil de Santa Catarina. Conta ainda com o apoio do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional do Ministério Público de Santa Catarina e da Academia Judicial de Santa Catarina.

A integração institucional na segurança pública foi o tema da palestra de abertura pelo presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), desembargador João Henrique Blasi, pelo Sub Procurador-Geral de Justiça de SC, Fábio de Souza Trajano e pelo delegado-geral da Polícia Civil de SC, Marcos Flávio Ghizoni Júnior.

O presidente do TJSC lembrou que SC já conta com vários experimentos de atuação integrada dos órgãos de segurança e pontuou a necessidade de avanços em relação ao enfrentamento dos crimes cibernéticos. "As estatísticas mostram o crescimento da cibercriminalidade. É preciso investir em tecnologia, informação e inteligência artificial e o Estado está procurando se aparelhar para esse enfrentamento", considera o presidente João Henrique Blasi.

Delegado-geral pontua iniciativas de SC

O delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Flávio Ghizoni Júnior, ressaltou a expansão de tecnologia pela Polícia Civil, como os plantões regionais digitais pelo Estado, o modelo nacional de integração do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, a criação do Ciber-Lab na Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEC/PCSC), entre outras iniciativas.

"Sem cooperação e integração não há segurança pública. O envolvimento coletivo é destaque em Santa Catarina e vamos aprimorar ainda mais esse modelo em busca das investigações que gerem resultado, que são o nosso lema", enfatizou o delegado-geral.

O Sub Procurador-Geral de Justiça de SC, Fábio de Souza Trajano, pontuou, entre outras importantes ações do Ministério Público de SC, que estão sendo implantados no Estado os Cibers Gaeco, que também irão reforçar o combate à cibercriminalidade.

"Investigação qualificada"

A capacitação dos policiais civis por meio de cursos foi um dos pontos destacados na abertura pelo diretor da Acadepol, delegado André Bermudez, em busca da investigação qualificada.

"Fortalecimento das Instituições"

Segundo a presidente da Adepol-SC, delegada de polícia Vivian Garcia Selig, o momento atual é fundamental para o fortalecimento das Instituições. "O objetivo da Adepol com este seminário é esse: a interlocução entre as Instituições do Estado na busca do aprimoramento da investigação criminal e da persecução criminal como um todo", afirmou. 

7bbe4137 5f5c 40bf a402 034ea553bbf0

005a7e46 6a2c 493a a4fa f21dcfa1c5a4

12fcaba9 5e70 42d1 a4d3 f7a8b8faa225

Presidente do Tribunal de Justiça de SC, desembargador João Henrique Blasi.

b7e0153d 31b1 4eea 90cd e2fa875cbdbd

Delegado-geral da Polícia Civil de SC, Marcos Flávio Ghizoni Júnior.

7955c259 3d5d 4301 8210 1e4ae0a23f7c

Sub Procurador-Geral de Justiça de SC, Fábio de Souza Trajano.

WhatsApp Image 2022 05 25 at 16.43.10

Presidente da Adepol, delegada de polícia Vivian Garcia Selig. 

WhatsApp Image 2022 05 25 at 16.44.24

Diretor da Acadepol, delegado de polícia André Bermudez.

 9edd3dac b046 44f6 ac91 7107cfc2c3d5

1af7a842 8e83 4ba3 9be7 09b241c809e7a26ec7da 418a 4a8c b9bf 51b788bbcd1f