Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

viatura4

Nesta sexta-feira (26), a Polícia Civil concluiu um inquérito policial e indiciou um homem por tentativa de homicídio em Pinhalzinho. Foi através da Delegacia de Polícia de Pinhalzinho.

O crime aconteceu na madrugada de 12/02/2021 em uma boate localizada no Bairro Universitário. Na ocasião, um homem de 34 anos efetuou cinco disparos de arma de fogo contra o dono do estabelecimento, tendo acertado dois tiros no abdômen e os outros três na parece externa da boate.

Apurou-se que, momentos antes, o homem estava alterado e havia provocado diversas brigas, tendo inclusive, entrado em luta corporal com outra pessoa dentro do estabelecimento. Por essa razão, o proprietário do local, solicitou que ele fosse embora, razão pela qual teria efetuado os disparos contra a vítima. Ele entrou em seu carro e de dentro dele, de surpresa, efetuou os disparos.

A vítima foi levada em estado grave ao hospital em Chapecó, e foi submetida a cirurgia que durou cerca de 10 horas, tendo sido necessário reconstruir três partes do seu intestino.

O suspeito dos disparos se evadiu do local, entretanto, após representação de sua prisão preventiva realizada pela Delegacia de Pinhalzinho, ele foi preso pela Polícia Militar no dia 15/02/2021, no interior de União do Oeste.

O suspeito foi indiciado pelos crimes de tentativa de homicídio qualificado, porte ilegal de arma de fogo e disparo de arma de fogo.

decreto pandemia saude 20210226 1239914273

Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Arquivo / Secom

O Governo do Estado publicou o Decreto 1.172 nesta sexta-feira, 26, suspendendo o funcionamento de serviços não essenciais das 23h desta sexta-feira, 26 de fevereiro, até as 06h de segunda-feira, 1º de março.

Os protocolos de saúde, previstos na publicação, têm o objetivo de desacelerar a curva de contágio da doença em um momento de alta taxa de ocupação dos leitos clínicos e de UTI no Estado. O decreto também estabelece o fechamento de atividades não essenciais no próximo fim de semana, entre as 23h de 5 de março e 06h de 8 de março.

Veja quais são os serviços que não podem operar neste e no próximo fim de semana:

– Comércio de rua, excetuado o comércio essencial;

– Shopping centers, centros comerciais, galerias;

– Academias, centros de treinamento, salões de beleza, barbearias, cinemas e teatros;

– Shows e espetáculos;

– Bares, pubs, beach clubs, cafés, pizzarias, casas de chás, casas de sucos, lanchonetes e restaurantes;

– Parques temáticos, parques aquáticos e zoológicos;

– Circos e museus;

– Feiras, exposições e inaugurações;

– Congressos, palestras e seminários;

– Utilização de piscinas de uso coletivo, clubes sociais e esportivos e quadras esportivas;

– Agências bancárias, correspondentes bancários, lotéricas 
e cooperativas de crédito;

– Os eventos, inclusive na modalidade drive-in, e as reuniões de qualquer natureza, de caráter público ou privado, incluídos excursões, cursos presenciais, missas e cultos religiosos;

– Os serviços públicos considerados não essenciais, em âmbito municipal, estadual ou federal, que não puderem ser realizados por meio digital ou mediante trabalho remoto;

– A concentração, a circulação e a permanência de pessoas em parques, praças e praias;

– O calendário de eventos esportivos organizados pela Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte);

– Salões de festas e demais espaços de uso coletivo em condomínios e prédios privados.

Fica proibida ainda a aglomeração de pessoas em qualquer ambiente, seja interno ou externo, em cumprimento às regras sanitárias emitidas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Tele-entrega

A comercialização de alimentos e bebidas por bares, cafés, restaurantes e similares somente pode funcionar no sistema de tele-entrega ou retirada no estabelecimento. As atividades econômicas que não estão englobadas no decreto, como indústrias, podem funcionar, seguindo todos os protocolos sanitários estabelecidos.

Vale destacar que os municípios catarinenses poderão estabelecer medidas específicas de enfrentamento mais restritivas do que as previstas no Decreto, a fim de conter a contaminação e a propagação do Covid-19 em seus territórios.

Decretos

Nesta semana o Governo do Estado também publicou o Decreto 1.168, com novas medidas de enfrentamento à Covid-19. Essas medidas entraram em vigor na quinta-feira, 25, e valem por 15 dias.

Fonte: Secretaria de Estado de Comunicação - SECOM.

 jonvaoperacapo

A Polícia Civil realizou nesta sexta-feira (26) uma operação para prender dois assaltantes de veículos que agiam em Joinville. A ação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC). Foram apreendidos cerca de 10 quilos de maconha e apreendida uma arma de fogo.

As investigações se iniciaram em novembro, quando a dupla foi flagrada pelas câmeras de monitoramento executando um roubo em uma joalheria. Durante a execução do crime, os criminosos exigiram a entrega das chaves dos veículos dos clientes.

Com as investigações, a dupla foi identificada. A Polícia Civil representou à Justiça e foram deferidos mandados de prisão temporária e de busca e apreensão pela 1ª Vara Criminal. Os mandados foram cumpridos no bairro Floresta.

Durante as buscas, foram apreendidos droga, arma de fogo, telefones celulares e um caderno com anotações sobre diversos veículos provavelmente subtraídos pela dupla. Além disso, foram apreendidos dinheiro e R$ 80 mil em cheques. Há indícios de que os automóveis tinham como destino o Paraguai.

WhatsApp Image 2021 02 26 at 10.31.17

 WhatsApp Image 2021 02 25 at 22.12.27

A Polícia Civil de Santa Catarina disponibiliza o registro do Boletim de Ocorrência (BO) pela Delegacia Virtual. Se o delito não estiver no rol elencado no site, registre a sua ocorrência na opção "Outras Ocorrências". O registro então será encaminhado pelo operador e despachado por um Delegado de Polícia.

Acesse a Delegacia Virtual por meio de endereço eletrônico: delegaciavirtual.sc.gov.br ou pelo site da Polícia Civil de SC (www.pc.sc.gov.br).

Os crimes de homicídio, latrocínio, sequestro, cárcere privado, extorsão mediante sequestro, e furto e roubo de veículos e cargas devem ser registrados presencialmente em uma Delegacia de Polícia.

maustratosararangua

Após denúncia, a Polícia Civil efetuou a prisão de um homem por maus-tratos contra animais. Foi na quinta-feira (25), no bairro Sanga da Toca, em Araranguá. A ação é da Delegacia de Polícia de Turvo, da Central de Plantão Policial (CPP) de Araranguá e da Fundação Ambiental do Município de Araranguá (FAMA).

Verificou-se que nos fundos da residência havia um animal debilitado e aparentemente sem os cuidados necessários. O animal foi levado a um veterinário, que confirmou que ele estava em situação de maus-tratos. Na casa também havia outros cachorros que estavam presos com a corrente bem curta, situação que motivou uma notificação ao proprietário.

O homem foi conduzido à CPP e autuado em flagrante pelo artigo 32, § 1º-A da Lei 9.605/98 (Lei sancionada recentemente que aumenta a pena de maus tratos). Finalizado o procedimento, o preso aguardará na Central de Polícia à disposição da Justiça.