Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

 armasaodomingos

A Polícia Civil prendeu dois suspeitos de terem participado de uma dupla tentativa de homicídio ocorrida no domingo (10), em São Domingos, no Oeste do Estado.

A prisão aconteceu na tarde de quarta-feira (13) em cumprimento a mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça. A Polícia Civil apreendeu uma arma de fogo e munições. A ação foi da Divisão de Investigação Criminal de Fronteira (DIC-Fron) de São Lourenço do Oeste e da Delegacia de Polícia de Comarca de Fronteira (DPCo-Fron) de São Domingos.

Os crimes aconteceram no noite de domingo, quando dois homens, que ocupavam um Peugeot 206, foram vítimas de disparos de arma de fogo. Eles estavam no bairro Vida Nova. Após o ocorrido, as equipes da Polícia Civil e Militar foram ao local e iniciaram as diligências preliminares, momento em que foi possível identificar os possíveis suspeitos da dupla tentativa de homicídio.

As ações resultaram na prisão de dois dos supostos autores, além da apreensão de uma arma de fogo (revólver calibre .38 - provavelmente utilizada no dia do crime) e seis munições (do mesmo calibre). As investigações prosseguem a cargo da DPCo-Fron de São Domingos.

 prisaogaspar

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quinta-feira (14) um homem de 53 anos por descumprir medida protetiva de urgência feita por sua ex-companheira, de 19 anos. A ação é do Setor de Investigações e Capturas da Delegacia de Polícia de Gaspar.

A mulher relatou no Boletim de Ocorrência que com o término da sua relação passou a morar com a sua mãe, em Ilhota. No dia 4 de novembro do ano passado, o ex-marido invadiu a casa da sua genitora e agrediu a sua ex-companheira, além de furtar o seu celular e a ameaçar de morte, pois não aceitava o término do relacionamento.

Ela requereu medida protetiva, que foi concedida. No dia 2 de janeiro, ele retornou a Ilhota e fez novas ameaças de morte e xingamentos contra a ex-esposa, descumprindo assim a medida protetiva que o impedia de se aproximar.

Diante dos fatos, o Delegado de Polícia representou pela prisão preventiva do homem, que foi deferida. Ele foi localizado e preso em Rio do Sul. Policiais localizaram o aparelho celular da vítima. O suspeito foi conduzido até a Delegacia de Polícia de Gaspar para interrogatório e depois encaminhado ao Presídio Regional de Blumenau, onde permanece à disposição da Justiça.

 WhatsApp Image 2020 04 24 at 11.01.18

A Polícia Civil realizou a prisão de um homem e a apreensão de um adolescente por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, nesta quinta-feira (14), em Mafra.

A ação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC), com o apoio da Delegacia da Comarca. Durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça no bairro Schableski, os policiais civis encontraram drogas ilícitas em uma chácara identificada como ponto de venda de drogas.

No local estava um homem de 22 anos e um adolescente. Com eles também foi localizada uma pistola. Os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Mafra, onde foram autuados por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

logo luto

A Polícia Civil de Santa Catarina manifesta o profundo sentimento de pesar pelo falecimento do Agente de Polícia Sandro José da Silva Souza, nesta quinta-feira (14).

O Agente era lotado na Delegacia de Polícia em Itapema. O velório está sendo realizado na capela do cemitério de Itapema e o enterro será às 14h. Nossos sentimentos aos familiares, amigos e colegas e o agradecimento pela dedicação e o serviço prestado à instituição.

 POLICIA CIVIL COLETE TRÁS

A Justiça de Brusque condenou um homem a 58 anos e 4 meses de reclusão pelos crimes de estupro e estupro de vulnerável contra três vítimas distintas.

A investigação se iniciou pela Polícia Civil em junho de 2020, quando a família de duas crianças, com 11 anos e 12 anos, registrou um Boletim de Ocorrência informando que os menores haviam contado sobre os crimes. No decorrer do Inquérito Policial, descobriu-se que um jovem de 18 anos também teria sido vítima do autor por cerca de 4 anos, tendo os abusos se iniciados quando ele tinha 12 anos.

Apurou-se que o suspeito ganhava a confiança das vítimas através de presentes e depois praticava os crimes, e que também as ameaçava para que não contassem a ninguém.

O suspeito foi preso preventivamente em setembro na operação “Inimigo Oculto” realizada pela Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) da Polícia Civil em Brusque.