Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube
vacinascovid

Desde o início de abril, a Polícia Civil de Santa Catarina, juntamente com os demais órgãos da Segurança Pública, está recebendo da Secretaria de Estado da Saúde as doses de vacinas contra a Covid-19.

Com a publicação da NOTA TÉCNICA Nº 297/2021-CGPNI/DEIDT/SVS/MS - Vacinação do grupo de Forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas – pelo Ministério da Saúde, a qual disciplina os critérios de prioridade para a vacinação, a Polícia Civil de Santa Catarina já recebeu, através de 6 etapas, um total de 1.169 doses.

Assim, considerando que aproximadamente também 163 policiais civis possuem informação de vacinação diretamente no município, estima-se uma garantia de imunização da PCSC de 37 % que receberam a primeira dose.

Segundo a gerente de Gestão de Pessoas da PCSC, Delegada de Polícia Ana Silvia Serrano Ghisi, “os critérios utilizados para a vacinação dos policiais civis estão seguindo rigorosamente as normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde”.

Conforme destacou o presidente da Comissão de Acompanhamento e Controle de Propagação do Vírus Covid-19 da Polícia Civil de Santa Catarina, Delegado-Geral Adjunto da Polícia Civil Fernando Callfass, a expectativa para as próximas semanas é de aumento do número de doses disponibilizadas para as forças de segurança pública, o que irá possibilitar, no menor prazo possível, a imunização integral de todo o efetivo.

vacinacovid2

vacinascovid3

WhatsApp Image 2020 06 04 at 11.08.45

A Polícia Civil cumpriu mandado de prisão contra um homem de 20 anos foragido da Justiça de Sergipe por envolvimento em crimes de roubo (art. 157 do CP) e de corrupção de menores (art. 244-B da Lei nº 8.069/90).

A ordem de prisão foi cumprida por agentes da Divisão de Investigação Criminal (DIC) e o Setor de Investigação Criminal (SIC) de Concórdia na tarde de quarta-feira (12) após troca de informações com a Polícia Civil de Sergipe.

O foragido foi localizado no Bairro Fragosos, ele prestou depoimento, e foi encaminhado para o Presídio Regional de Concórdia onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

186008106 480641346602455 352622840307461770 n

Duas mulheres foram presas em flagrante por tráfico de drogas e 30 quilos de maconha foram apreendidos pela Polícia Civil em Chapecó, na noite de quarta-feira.

Foi em ação da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC), com o apoio do Núcleo de Inteligência, no bairro Esplanada. As investigações realizadas deram conta de que uma mulher estaria liderando o tráfico de drogas em grande quantidade, tendo assumido o papel de seu irmão preso também por tráfico de drogas semanas antes pela Polícia Civil. Também foram apreendidos dois veículos, dinheiro e balança de precisão.

 46ee423f 4046 4056 b585 30e54f365c03

 WhatsApp Image 2021 05 12 at 16.51.41

Na tarde desta quarta-feira (12), a Delegacia Geral da Polícia Civil de Santa Catarina recebeu a visita institucional de policiais federais integrantes de unidades especializadas da Polícia Federal.

Estiveram presentes policiais federais do Comando de Operações Táticas (COT) sediado em Brasília; do Grupo de Pronta Intervenção (GPI) da PF em SC; do Núcleo Especial de Polícia Marítima (Nepom) da PF em SC e da Comissão Estadual de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (Cesporto) da PF em SC.

Eles foram recebidos pelo Delegado Geral da Polícia Civil em SC, Paulo Koerich e pelo o coordenador da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE/PCSC), Delegado de Polícia John Vieira. No encontro, os presentes trataram de temas em comum das Polícias e relacionados à segurança pública.

Na foto, o Delegado Geral Paulo Koerich e o coordenador da CORE/PCSC em John Vieira com os Delegados da PF Carlos Faria Júnior e Thiago Giavarotti.

WhatsApp Image 2021 05 12 at 16.50.54

WhatsApp Image 2020 04 08 at 09.36.54 1

A Polícia Civil prendeu em flagrante, na terça-feira (11), o construtor e proprietário de uma imobiliária estabelecida no bairro Ingleses, em Florianópolis. Ele foi autuado pelos crimes de construção irregular, desobediência e furto de energia elétrica, após constatação de que havia ligação clandestina na obra.

O prédio estava em construção há aproximadamente um ano e durante todo esse período havia furto de energia pelo construtor. A ação foi da Delegacia de Repressão a Crimes Ambientais (DRCA) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC).

A obra já havia sido embargada pela Prefeitura Municipal de Florianópolis por não ter nenhuma autorização ou permissão dos órgãos competentes para ser construída. Mesmo assim o construtor insistiu em dar continuidade às atividades para concluir o mais rápido possível o empreendimento.

A intenção seria agilizar o término da construção para permitir a entrada dos moradores o quanto antes e, dessa forma, inviabilizar eventual demolição do prédio. A placa de interdição fixada no local pela fiscalização da Prefeitura havia sido escondida pelo construtor.

Ainda de acordo com a DEIC/PCSC, a imobiliária é investigada pela comercialização de imóveis irregulares, em especial aqueles localizados no norte da ilha, sendo o proprietário também corretor de imóveis. Em função disso, a Polícia Civil fez a comunicação dos fatos ao CRECI - Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Santa Catarina.

A Polícia Civil orienta que, antes dos interessados adquirirem seus imóveis, certifiquem-se da idoneidade com quem estão negociando, bem como se o empreendimento possui alvará de construção, habite-se e demais autorizações dos órgãos ambientais.

WhatsApp Image 2021 05 12 at 16.31.481

WhatsApp Image 2021 05 12 at 16.31.48