Conecte-se

FacebookTwitterInstagram

procon

A Polícia Civil e o Procon de SC realizaram na manhã desta quarta-feira (12) a Operação TV Pirata para retirar do mercado aparelhos de smart box sem homologação da Anatel.

O Procon SC recebeu uma denúncia de que havia um aparelho IZY Play com uma versão similar, sem licença, sem autorização e sem a homologação da Anatel, que está sendo comercializado no Estado, e este tipo de réplica, conhecida como “versão pirata”, é criminosa. Diante do fato, foi desencadeada a operação na Grande Florianópolis e Balneário Camboriú para retirar do comércio todos os produtos irregulares.

Aparelhos como estes precisam ser testados e aprovados para uso no mercado brasileiro, isto garante a proteção dos direitos dos consumidores e a qualidade das comunicações, como explica o diretor do Procon SC, Tiago Silva.

“Produtos como estes, com homologação da Anatel, passam por testes para garantir segurança elétrica e de emissões de radiofrequências, por exemplo, além de cumprir outras exigências, como a oferta de assistência técnica. Sem essa homologação, não tem como o consumidor ter garantia no produto”, afirma.

Avaliação pela Anatel

Os ensaios laboratoriais da Anatel exigidos para homologação examinam a conformidade de diversos requisitos técnicos dos produtos com padrões internacionais de segurança.

Os testes são realizados em Laboratórios Acreditados pelo INMETRO e seus resultados avaliados por Organismos de Certificação Designados pela Anatel. Eles visam minimizar riscos como choques elétricos; exposição a campos eletromagnéticos acima dos limites recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS); vazamento de materiais tóxicos; explosões; interferências em outros serviços regularmente estabelecidos, como, por exemplo, o Controle de Tráfego Aéreo e as redes de comunicação móvel (redes celulares).

(Fonte: Procon SC)

procon1

 WhatsApp Image 2020 08 12 at 10.00.32

A Polícia Civil realizou a prisão de um homem responsável por ter praticado dois crimes contra a vida, sendo um homicídio qualificado consumado (feminicídio) e outro tentado, nas imediações de um centro de ensino, em Laguna, na terça-feira (11). A investigação foi por meio das Delegacias Especializadas locais: a Divisão de Investigação Criminal (DIC) e a Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI).

A ação foi realizada logo após os policiais conseguirem obter, ainda no próprio local de crime, e durante o acompanhamento da perícia, indícios suficientes em relação à prática do crime em questão, pelo que, após as formalizações de costume na Delegacia, buscaram flagrantear o autor, que se encontrava fugindo do local – mas possivelmente ainda nas imediações.

Policiais da DIC o localizaram na última embarcação de um dos sarilhos existentes na Lagoa Santo Antônio dos Anjos. Tanto em entrevista informal como interrogatório formal, o conduzido confirmou os pormenores de seu crime em questão.

“Para a Polícia Civil de Laguna (DIC e DPCAMI), trata-se de crime cruel e premeditado, já que, imbuído desse firme desejo de retirar a vida de sua ex-companheira, pessoa com quem conviveu por 29 anos, o investigado adquiriu uma faca no município de Tubarão e efetuou deslocamento para cá justamente com essa finalidade, consumindo, inclusive, porções de cocaína – antes e depois da ação, tudo no intuito de se encorajar ainda mais a praticar esse hediondo crime em questão”, afirmou o delegado Bruno Fernandes, da DIC.

 WhatsApp Image 2020 06 09 at 15.17.08

Policiais civis da Delegacia de Repressão a Roubos (DRR) da Capital prenderam nesta terça-feira (11) um homem autor de um roubo a uma farmácia na região Central de Florianópolis. Os policiais cumpriram mandado de prisão preventiva contra o homem de 23 anos e o encaminharam ao sistema prisional.

Segundo a DRR, ele agiu em companhia de outro assaltante, que ainda não foi localizado. O roubo a farmácia aconteceu no dia 02 de julho com emprego de arma de fogo.

WhatsApp Image 2019 12 13 at 13.11.29

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Jaraguá do Sul, finalizou um inquérito policial e indiciou um homem de 77 anos por lesão corporal seguida de morte. O crime ocorreu em 04/01/2020, quando a vítima de 43 anos teria sido atingida por duas pauladas na cabeça, no bairro Tifa Monos, em Jaraguá do Sul.

As investigações duraram sete meses, tendo sido realizadas diversas diligências: oitivas de testemunhas, quebras de sigilo telefônico e perícias criminais. Segundo as investigações, o autor teria encontrado a vítima cometendo um estupro contra a sua ex-mulher, razão pela qual desferiu os golpes. A vítima ficou gravemente ferida e morreu no hospital três dias após o ocorrido.

Segundo a delegada Roberta Franco França, as investigações apontaram que o autor não tinha a intenção de matar a vítima.

Índice de homicídio volta a zerar em 2020 na cidade

De acordo com o delegado regional de Jaraguá do Sul, Fabiano dos Santos Silveira, até então esse era o único homicídio registrado neste ano na cidade. Agora, com a conclusão da Polícia Civil de que se trata de lesão corporal seguida de morte, o índice de homicídios volta a zerar em 2020, em Jaraguá do Sul.

 WhatsApp Image 2020 08 11 at 16.56.07

Na tarde desta terça-feira (11), a Polícia Civil prendeu um homem na posse de maconha e cocaína fracionada para a venda em Palhoça. Foi em uma ação da Divisão de Investigação Criminal (DIC) durante diligências no bairro Frei Damião.

Os investigadores realizaram o cerco no local e surpreenderam um usuário adquirindo a droga de um homem que ainda portava outras diversas porções individuais de entorpecente. Os policiais prenderam o investigado em flagrante por tráfico de drogas e os procedimentos policiais serão lavrados na DIC. O preso permanecerá à disposição da Justiça. As investigações continuam para identificar outros envolvidos.