Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

 WhatsApp Image 2022 06 13 at 19.16.37

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Joinville, cumpriu um mandado de busca e apreensão expedido pelo Poder Judiciário após uma investigação relacionada ao comércio ilegal de animais silvestres, em Joinville.

Durante a operação, houve a apreensão de duas armas de fogo, de 39 munições e de 34 aves da fauna silvestre, as quais eram mantidas ilegalmente em cativeiro.

Diante da situação, houve o encaminhamento do suspeito à DIC/PCSC, oportunidade em que foi lavrado o respectivo auto de prisão em flagrante.

Os animais apreendidos serão submetidos a regular triagem por profissionais para a reabilitação e restituição ao habitat natural.

WhatsApp Image 2022 06 13 at 19.16.37 1

 dicjlle

As Polícias Civis de Santa Catarina e do Mato Grosso do Sul, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Joinville e da DEFURV de Campo Grande (MS), realizaram uma operação na manhã desta segunda-feira (13) em Campo Grande (MS) para dar cumprimento a dois mandados de busca e apreensão e um de prisão temporária. Os mandados foram expedidos pelo juízo da 2ª Vara Criminal de Joinville.

As investigações realizadas pela DIC/PCSC apuram roubos e sequestros contra caminhoneiros que aconteceram no mês de abril de 2022 em Joinville.

Após investigação, seis homens foram identificados pela Polícia Civil de SC, sendo que cinco foram presos em flagrante em Itapema e em Florianópolis, enquanto o último suspeito de integrar a quadrilha foi preso na manhã desta segunda-feira no Estado do Mato Grosso do Sul.

Diante das prisões, foram realizados os procedimentos de Polícia Judiciária e o preso foi conduzido a um presídio no Estado do Mato Grosso do Sul.

be41f419 af92 4466 b08c ef1249a00fc4

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Araranguá, prendeu um homem por tráfico de drogas e posse de arma de fogo, no bairro Lagoão, em Araranguá.

Os policiais civis apreenderam porções de maconha e crack, um revólver calibre .38 e diversas munições. Houve denúncias de que ele estaria escondendo drogas e armas de fogo em uma casa.

 Após investigação foram encontradas, dentro de uma mochila, a arma de fogo e munições, além de aproximadamente 800 gramas de maconha e 30 gramas de crack. Também foram encontrados apetrechos usados para o tráfico de drogas como balança de precisão e material para embalagem.

9c6d6c1a f378 4638 a8e0 124220677dd1

Fotos: Julio Cavalheiro/ Secom

Intervenções policiais em cenários com refém em ônibus, avião ou escola, sala de cinema ou veículos. Esses são alguns dos exemplos práticos em que policiais civis e militares de Santa Catarina, além de policiais federais, receberão treinamento ministrado no Estado por policiais da Polícia Nacional Francesa.

Nesta segunda-feira (13), houve a solenidade de abertura do curso denominado “Técnicas de Intervenção no âmbito do CQB e das Estruturas Tubulares”. O ato aconteceu no auditório do Centro Administrativo de Segurança Pública, em Florianópolis, com a presença dos comandos das Polícias Civil e Militar de SC, de representantes da Polícia Nacional Francesa, do Consulado da França e dos policiais que farão o treinamento.

No total, 22 policiais brasileiros participarão do curso, sendo dez da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE/PCSC) da Polícia Civil de Santa Catarina, dez do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) da Polícia Militar de SC e dois policiais do Comando de Operações Táticas da Polícia Federal.

“Teremos uma polícia ainda mais especializada. Quem ganha é a sociedade catarinense, que passará a contar com técnicas diferenciadas e princípios que a França vem implementando, principalmente em questões envolvendo reféns e o combate em ambientes confinados, tubulares, como ônibus, aviões e shoppings”, destaca o delegado-geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Marcos Flávio Ghizoni Júnior.

Intercâmbio

O comandante da Polícia Nacional da França, Adido de Segurança Interior Adjunto, Serge Giordano, esteve na solenidade e reforçou a importância do intercâmbio.

“Já vim várias vezes ao Estado, viemos ano passado e agora de novo. Há 32 anos compartilhamos (RAID) informações com as polícias brasileiras. Começamos há dois anos com a polícia de Santa Catarina, uma iniciativa que vamos continuar. É importante haver essa troca de experiência, os policiais de SC vão conhecer as nossas técnicas, mas também dois policiais franceses vão aprender a realidade de Santa Catarina”, comentou.

O comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Marcelo Pontes, lembrou da integração existente na segurança em Santa Catarina, por meio do Colegiado Superior de Segurança e assinalou também a troca de experiências na área operacional.

"É um momento importante para a Segurança Pública, oferecer esse curso para os policiais especializados da Polícia Civil e da PM mostra como todos têm a ganhar com o intercâmbio. Tenho certeza que nossos policiais aprenderão muito com o curso, mas os franceses também vão voltar com algo novo na bagagem. A integração se faz necessária e é algo que discutimos toda semana na reunião do Colegiado, e quem ganha com isso somos todos nós", reforça Pontes.

Para a cônsul honorária da França em SC, Celina Maria Ramos Arruda Macedo, “no momento que vivemos, a segurança é extremamente importante e, no caso aqui será uma troca muito rica porque todos vão apresentar as suas técnicas”.

O curso

O curso “Técnicas de Intervenção no âmbito do CQB e das Estruturas Tubulares” ocorrerá entre os dias 12 a 24 de junho, em Florianópolis. Entre as atividades previstas estão Técnicas de tiro; CQB em estande; CQB e tiro em baixa luminosidade; técnicas em ambientes tubulares, com intervenção em ônibus e em avião; e em ambientes amplos, com intervenção em sala de cinema, escolas, veículos e ambientes urbanos.

CQB

O CQB (Combat Quarter Battle) é uma doutrina que consiste em técnicas de combate em ambientes confinados ou combate a curta distância, em que se emprega um conjunto de táticas que se diferenciam a depender da proximidade do alvo, das condições dos ambientes, que podem ser estreitos, restritivos ou confusos e do número de pessoas que participarão da ação.

Os policiais da França que ministrarão o curso são do grupo de Operações Especiais da Polícia Nacional da França, sob a sigla RAID, que significa Recherche, Assistance, Intervention, Dissuasion (Busca, Assistência, Intervenção e Dissuasão). A missão principal desta unidade é promover a intervenção tática especializada em situações de alto risco, lidando principalmente com terrorismo e crime organizado.

Visita à Delegacia Geral

Após a solenidade, os policiais franceses e os representantes da França foram recebidos pelo delegado-geral da Polícia Civil de SC, Marcos Flávio Ghizoni Júnior, na Delegacia Geral. O coordenador da CORE/PCSC, delegado Jhon Vieira, e a cônsul da França, Celina Maria Ramos Arruda Macedo, também participaram do encontro.

 

22006b94 4d80 420a ab8b d6e6615160e6

63720b67 38c9 4509 82fa 800562630191

04d9e575 54c2 4126 bc3e cf9139ef3bcd

47157680 8633 4b90 8fe6 dda9846c65a6

3c5ee362 bd97 4b1d 8d9f e3f8bd1974bf

562de1f5 9fd3 4c88 a27a 24b14dbf4119

viatura cima

No sábado (11), uma ação conjunta entre a Polícia Civil e a Polícia Militar resultou na prisão de suspeitos de envolvimento no furto de baterias de ônibus escolares do município de Canoinhas.

No dia 09 de maio, seis baterias de ônibus escolares foram subtraídas da garagem da prefeitura de Canoinhas. Inicialmente, informações preliminares foram obtidas por meio da PM, a qual havia abordado pessoas suspeitas do furto.

Diante disso, foi realizada a troca de informações com a Polícia Civil, que aprofundou as investigações.

Houve então a representação pela prisão de três homens, todos residentes do município de Canoinhas. As medidas foram deferidas pelo Judiciário. Após a prisão, os presos foram encaminhados ao presídio de Canoinhas.