Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

WhatsApp Image 2020 09 30 at 14.31.31 2

A Polícia Civil efetuou a prisão preventiva de um homem de 47 anos por estupro de vulnerável. Foi na tarde desta sexta-feira (16), em Indaial.

O homem estava sendo investigado pelo Setor de Investigação Criminal (SIC) da Delegacia de Polícia de Indaial há cerca de dois meses. Após os procedimentos cabíveis, o preso foi encaminhado para a Unidade Prisional Avançada de Indaial.

Logo novo PNG

A Polícia Civil efetuou a prisão de um homem por roubo e organização criminosa. Foi na quarta-feira (14), em São José.

A ação se deu por meio da 2ª Delegacia de Polícia de São José, durante a Operação “Héracles”. O homem é investigado pelo Setor de Investigação Criminal (SIC) e é suspeito de praticar um roubo no dia 28 de agosto deste ano, que teve como vítima um motorista de aplicativo. Além disso, ele é investigado pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de São José, por suspeita de integrar organização criminosa, tendo prisão temporária decretada e cumprida na operação.

WhatsApp Image 2019 12 13 at 13.11.29

A Polícia Civil prendeu em flagrante um homem por descumprimento de medida protetiva, em Joinville. A ação é da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) e foi realizada na quinta-feira (15).

A vítima compareceu à Delegacia de Polícia informando que o autor voltou à residência que tinha sido afastado. Depois de verificada a vigência da decisão judicial concessiva, a Polícia Civil se deslocou até o local e procedeu a prisão em flagrante. As diligências foram realizadas no bairo Iririú.

WhatsApp Image 2020 10 16 at 13.40.07

A Polícia Civil, através das Delegacias de Timbó Grande e de Santa Cecília, realizou a Operação “Põe Pra Correr” para desarticular uma organização criminosa que se formou no município de Timbó Grande e vinha praticando diversos crimes. A ação foi na quinta-feira (15). Foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e de prisão em Timbó Grande e Caçador.

As investigações apuraram que a quadrilha é suspeita de praticar uma série de crimes como homicídios, ocultação de cadáver, roubo, tortura, porte ilegal de armas, tráfico de drogas e organização criminosa.

Durante as buscas, foram presos quatro suspeitos, sendo dois delas por cumprimento dos mandados e outros dois pelos flagrantes de posse ilegal de arma de fogo, munições e a outra por tráfico e uso de drogas. Também foram coletadas diversas provas dos crimes e apreendido maconha. A ação contou com 50 policiais civis. Os reforços foram das Delegacias de Polícia de Lebon Régis, Caçador, Videira, Curitibanos, Tangará, Campos Novos e Fraiburgo.

Os presos foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Santa Cecília. Um deles foi liberado e responderá a um Termo Circunstanciado. Outro foi colocado em liberdade após pagamento de fiança arbitrada pelo Delegado Cassiano Tiburski, que coordenou a operação. Já os alvos do cumprimento do mandado de prisão, após os procedimentos, foram encaminhados ao Presídio Regional de Caçador.

WhatsApp Image 2020 10 16 at 13.40.15

WhatsApp Image 2020 10 16 at 13.40.39

WhatsApp Image 2020 10 16 at 12.08.59

As Polícias Civil e Militar efetuaram a prisão preventiva de um homem de 27 anos por furto. Foi nesta sexta-feira (16), no bairro Guarda, em Tubarão.

A ação foi realizada por intermédio das forças policiais de São Ludgero e contou com o apoio da Delegacia de Combate a Furtos e Roubos (DCFR) e da Agência de Inteligência da Polícia Militar de Braço do Norte.

O preso é suspeito de ter cometido crimes contra o patrimônio na cidade de São Ludgero nos últimos meses. As investigações tiveram início em setembro, quando apurava-se o furto a uma residência, ocorrido no dia 01/09/2020, no bairro Bom Retiro, em São Ludgero. Além disso, ele é suspeito de ter praticado outro furto a residência no dia 28/09/2020, desta vez no bairro Ponte Baixa.

No dia 11/09/2020 já havia sido cumprido um mandado de busca e apreensão na casa do suspeito, onde foi encontrada a aliança de casamento da vítima de um dos furtos. Diante de tais informações o Delegado de Polícia representou pela prisão preventiva e nova busca e apreensão. O pedido teve parecer favorável do Ministério Público e foi deferido pelo judiciário. Após a prisão, o investigado foi encaminhado ao Presídio de Tubarão, onde permanecerá à disposição do Judiciário.